Excesso de velocidade pode ter provocado acidente com ônibus



O excesso de velocidade pode ter sido a causa do acidente com o ônibus da Expresso Maringá que fazia a linha Foz do Iguaçu/Maringá, na madrugada de terça-feira (3), em Campo Mourão (Centro-Oeste). Sete passageiros morreram no desastre. De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o tacógrafo registrou que o veículo estava a quase 100 km/h. No local, a velocidade máxima permitida é de 40 km/h. O equipamento ainda vai passar por perícia pela Polícia Científica.

Por volta das 3h30 da madrugada, o motorista não conseguiu fazer a curva do contorno de acesso a Campo Mourão, no Km 207,3 da BR-158, o ônibus tombou sobre a cerca metálica e caiu em um barranco de aproximadamente 15 metros de altura. Trinta e cinco vítimas foram encaminhadas para hospitais de Campo Mourão, inclusive o motorista.

Segundo equipes que atenderam o acidente, existia no local uma marca de frenagem de 48 metros. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista se perdeu na primeira entrada e faria o contorno do viaduto para acessar a BR-158 novamente.

O delegado Nagib Nassif Palma, responsável pela 16ª Subdivisão Policial de Campo Mourão, deve instaurar, nos próximos dias, inquérito para apurar as circunstâncias do acidente. O local passou por perícia e o tacógrafo será anexado ao inquérito. A polícia vai investigar se o que provocou o desastre foi falha humana ou mecânica. O motorista pode responder por homicídio culposo.

Morreram os passageiros Idalina Joanna Vianna Guzzoni, de 82 anos; Olézia Antiqueira Basseto, de 69; Onézio Ribeiro Filho, de 53; Alecsandro Ramos de Souza Martins, de 37; e uma família: o pai João Alves Martins, a mãe Luciene Vieira e a filha Julia Vieira Martins, de 3 anos. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Campo Mourão.

Trinta e uma vítimas foram internadas em hospitais de Campo Mourão: 11 na Santa Casa, sendo três em estado grave. Dezenove passageiros e o motorista foram para a Central Hospitalar. Quatro passageiros já foram liberados. Um adolescente de 13 anos foi transferido pelo helicóptero do Samu para o Hospital Norospar, em Umuarama, que não deu informações sobre a situação do paciente.

O ônibus da Expresso Maringá saiu de Foz do Iguaçu às 22h30 de segunda (2) e deveria chegar a Maringá entre 5h30 e 6 horas de terça. O veículo transportava 41 passageiros. O assessor jurídico da empresa, Paulo Neves, afirmou que a empresa está prestando assistência aos passageiros e familiares e depois vai apurar as causas do acidente. "Neste primeiro momento, a nossa preocupação com as vítimas", afirmou.

Neves acrescentou que o motorista está na empresa há mais de dois anos e é acostumado a fazer a linha Foz do Iguaçu/Maringá. A empresa, por meio de nota, também afirmou que todos os motoristas da Expresso Maringá, passam por rigorosa seleção e treinamentos periódicos. Ele garantiu que ônibus estava com a manutenção em dia.

O assessor não quis comentar a informação de que o tacógrafo registrou, de acordo com a PRF, velocidade acima da permitida para o trecho. "Vamos analisar os fatos posteriormente. Ainda nem conversamos com o motorista", afirmou.

Aline Machado Parodi
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA
Excesso de velocidade pode ter provocado acidente com ônibus Excesso de velocidade pode ter provocado acidente com ônibus  Revisado por Blog do Chaguinhas on 07:22:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios