Cultivo de olerícolas é opção em Nova América da Colina



O município de Nova América da Colina é tradicional produtor de laranjas e vem ganhando notoriedade com o cultivo de olerícolas. Há dois anos um grupo de produtores vem sendo atendido pelo Instituto Emater. O objetivo é capacitar os agricultores para que eles tenham uma alternativa de produção. De acordo com os técnicos, o cultivo de hortaliças é ideal para o produtor familiar. A atividade aproveita pequenas áreas, possibilita o retorno do investimento do produtor em um curto espaço de tempo e, ainda, aproveita a mão de obra familiar. A olericultura é uma alternativa à monocultura que é dominante na região.

De acordo com Lucas Batista Neves, do Instituto Emater de Nova América da Colina, o município conta com 28 produtores de olerícolas, entre os quais 14 recebem visitas semanais dos extensionistas. A atividade ocupa 20 hectares e 13 variedades de olerícolas são cultivadas. Neves afirma que a maioria dos produtores adotam o cultivo convencional, mas respeitam as recomendações técnicas e observam o período de carência dos produtos usados na lavoura. Quanto ao rendimento da atividade, o extensionista informou que produtores de tomate orgânico, por exemplo, lucram até R$ 73.000 por hectare durante a safra. “Poucas atividades dão um retorno como a olericultura”, ressaltou. 

O mercado para a produção de olerícolas tem se ampliado com os programas de governo como o PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar). Além disso, as olerícolas também são comercializadas na Ceasa e nos supermercados da região. Com a assistência técnica dos extensionistas e o apoio da prefeitura, os produtores aos poucos estão se profissionalizando. Além de produção a céu aberto, o município conta com nove propriedades que fazem cultivos protegidos. Outros cinco projetos de estufas estão aguardando a liberação do agente financeiro para serem executados.

Os próprios agricultores estão comercializando a produção. Como eles controlam os custos podem estabelecer preços mais condizentes com sua atividade. Os agricultores participam de reuniões técnicas e encontros para adquirir mais conhecimento como o uso de produtos alternativos no manejo das olerícolas, as variedades mais indicadas para a região e novas tecnologias como a  fertirrigação, o manejo integrado de pragas (MIP), tratos culturais e manejo de solo. A intenção dos extensionistas é levar essas práticas ao produtor para que ele possa diminuir os custos de produção, melhorando o rendimento da lavoura e a sua renda.

FONTE - SITE DA EMATER
Cultivo de olerícolas é opção em Nova América da Colina Cultivo de olerícolas é opção em Nova América da Colina Revisado por Blog do Chaguinhas on 13:22:00 Rating: 5

Anúncios