(17-04-2016)Agricultores paranaenses investem na criação de camarão longe do mar



A atividade é resultado de pesquisa em Laranjeiras do Sul. 
O negócio é novo, mas os primeiros resultados já são lucrativos.

Do G1 PR
Para quem acha que é preciso estar no litoral para comer caramão fresquinho, pode mudar de ideia. Produtores do interior do estado estão investindo na criação de camarão e conquistando mercado. Isto graças ao trabalho de pesquisas. Estudantes da Universidade Federal da Fronteira - Sul, em Laranjeiras do Sul, resolveram aplicar a ciência para proporcionar novas alternativas aos piscicultores da região. Froam ao Rio de Janeiro buscar larvas que serviriam de matrizes para o projeto. Como a viagem do Rio de Janeiro até Laranjeiras do Sul é longa e as pós-larvas poderiam não sobreviver, resolveram reproduzir no Paraná. 
Por enquanto os resultados mostram que a universidade acertou em trazer as matrizes. Uma equipe especializada cuida do desenvolvimento dos ovos incubados nas fêmeas e da alimentação das larvas e pós-larvas enquanto não são levadas para um tanquel. O ciclo dos camarões é rápido. São 21 dias encubados, mais 30 para se tornarem pós-larvas e, aproximadamente, 5 meses para ficarem prontos para a comercialização. "Tem todo um cuidado anterior à chegada desses animais no tanque. Deve ser feito uma esterilização com cal no tanque, um tratamento de calcãrio, uma adubação e só depois entregamos as pós-larvas ao produtor. É possível produzir só camarão, ou ele junto com tilápia. O que reduz o custo. Isto porque o produtor, neste caso, precisa alimentar a tilápália. E o resto da alimentação, os animais que povoam o fundo do tanque vão ser usados como alimento para os camarões", explica a coordenadora do projeto, Silvia Romão.
Apesar de ser uma opção de renda extra, como o negócio ainda é novo, alguns produtores estão cautelosos. Rafael Olibini e o pai, João Paulo Oliboni, compraram duas mil pós-larvas que estão no tanque esperando crescer. "Tinha uma dúvida de como iria ser, se teria jeito para lidar com o 'bichinho'", comenta Rafael Olibini. Já o pai foi paixão a primeira vista já pensa em comprar mais depois que experimentou e aprovou o sabor do camarão de água doce.
Na feira do Peixe Vivo da região já teve produtora que vendeu o quilo do camarão por R$ 45,00. "Em dez minutos acabou tudo o que eu trouxe. Meu receio era justamente a aceitação do consumidor e pelo visto foi muito bem aceito", diz Caroline Thais Piovesan.   
FONTE - GLOBO.COM
(17-04-2016)Agricultores paranaenses investem na criação de camarão longe do mar (17-04-2016)Agricultores paranaenses investem na criação de camarão longe do mar Revisado por Blog do Chaguinhas on 09:08:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios