Jovem confessa decapitação e afirma à polícia que 'sempre teve vontade'



A Polícia Civil apreendeu no fim da manhã deste sábado (3) um adolescente de 15 anos suspeito de assassinar o comerciante Rosemir Aparecido Landi, de 40 anos, em São Carlos (SP).

Homicídio
O crime aconteceu durante a madrugada e, durante depoimento, o garoto disse que sempre teve vontade de "cortar a cabeça de alguém". Segundo a polícia, ele foi encontrado com a ajuda da mãe e foi encaminhado para a Fundação Casa.
O delegado Gilberto de Aquino, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) da cidade, afirmou que o homicídio ocorreu no cruzamento da Rua José Zavaglia e confirmou que foi a funcionária de uma padaria que descobriu o crime.
"Eu olhei e achei que era um brinquedo. Quando eu cheguei perto, vi que era a cabeça de um homem e saí correndo. O susto foi tanto que eu pensei: 'Vai que volta e faz coisa pior comigo aqui'. Eu voltei e chamei meu esposo e chamei a polícia. Até então, eles achavam que era um trote e então retornaram a ligação, eu passei o endereço e eles vieram correndo", contou a funcionária.
Delegado Gilberto de Aquino em São Carlos (Foto: Reprodução/ EPTV)Delegado contou com a ajuda da mãe do
adolescente de 15 anos (Foto: Reprodução/EPTV)
"Foi realizada a diligência e encontraram o corpo do homem depois de 50 metros do local próximo de onde estava a cabeça, em um terreno", relatou Aquino.
O delegado contou que foram encontradas duas facas de 15 e 30 centímetros e que havia sobre o corpo pedaços de cortina com vestígios de tentativa de incêndio.
Discussão
A princípio, a polícia recebeu a informação de que a vítima não usava drogas.
Por meio de testemunhas, porém, os investigadores descobriram que Landi teria passado a noite em um bar juntamente com um adolescente e que os dois teriam consumido cocaína.
"Os dois são usuários de drogas, usam cocaína juntos, e por uma pequena discussão ele desferiu um golpe no pescoço e depois o segundo, terceiro, vários golpes contra a vítima, que caiu no chão", afirmou Aquino.
A mãe do adolescente afirmou ao delegado que o filho chegou à casa da família pela manhã e escondeu a bermuda que estava usando, o que fez com que ela ficasse desconfiada. Em seguida, o menino saiu e foi para a residência da namorada.
A mãe colaborou com a entrega do filho para a polícia, já que não concordou com a situação"
Gilberto de Aquino, delegado
“A mãe colaborou com a entrega do filho para a polícia, já que não concordou com a situação”, disse o delegado.
Ainda segundo Aquino, este foi o 1º homicídio do mês em São Carlos e o 20º do ano.
“Nesses 23 anos como delegado é a primeira vez que eu vejo isso", comentou. "Não sei aonde isso vai chegar. É lamentável”.
O delegado Marco Aurelio Gonçalves Costa, que estava de plantão e foi o primeiro a tomar conhecimento do caso, também afirmou se tratar de um crime atípico na cidade. “Em 25 anos como delegado de polícia é a primeira vez que vejo algo assim tão violento como a decapitação”, afirmou.
FONTE - GLOBO.COM
Jovem confessa decapitação e afirma à polícia que 'sempre teve vontade' Jovem confessa decapitação e afirma à polícia que 'sempre teve vontade' Revisado por Blog do Chaguinhas on 09:01:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios