Sem velório, corpo de mineiro achado morto no Rio é enterrado em BH



O corpo de Nabor Oliveira e dos dois filhos foi encontrado na área da piscina do prédio. Eles teriam caído do apartamento do 18º andar. (Foto: Reprodução / Facebook)
O corpo de Nabor Coutinho de Oliveira Júnior, de 43 anos, encontrado morto em um condomínio do Rio de Janeiro, foi enterrado na tarde desta quarta-feira (31) em Belo Horizonte. O sepultamento ocorreu no Parque da Colina, na Região Oeste da capital mineira. De acordo com a administração do cemitério, não houve velório.

A suspeita da polícia fluminense é que o administror tenha matado a mulher, Laís Khouri, de 48 anos, com duas facadas no pescoço. O corpo dela estava na cama do casal. Logo depois, ele teria jogado os dois filhos - Henrique, de dez anos, e Arthur, de seis - do 18º andar, onde a família morava. Em seguida, teria se jogado da varanda.

A família de Nabor Júnior preferiu não comentar sobre o enterro com a reportagem. Nesta terça-feira (30), o advogado Nelson Valenzuela, primo do administrador, disse que ele era “um bom pai, bom marido, bom filho, amigo”.
Os corpos de Laís e das crianças foram enterrados em Formiga, no Centro-Oeste de Minas. O velório começou por volta das 7h desta quarta-feira, quando os corpos chegaram do Rio de Janeiro. Primos, tios, sobrinhos e amigos acompanham a cerimônia. Durante o velório, a família pediu respeito e privacidade neste momento. Os sepultamentos ocorreram cerca de três horas depois no Cemitério do Santíssimo.

Uma carta divulgada por parentes de Laís classificou o caso como “uma imensa tragédia, imensurável e indescritível”. O texto fala sobre como Laís sempre foi uma pessoa doce e muito amorosa. Na carta, os parentes dizem, ainda, que Nabor era um pai presente e dedicado e que não tiveram conhecimento de nenhum desentendimento familiar, questões financeiras ou profissionais.
A mulher, Lais Khouri, foi encontrada morta dentro do apartamento (Foto: Reprodução / Facebook)A mulher, Lais Khouri, foi encontrada morta dentro do apartamento (Foto: Reprodução / Facebook)
Família foi encontrada morta em condomínio
Após terem sido encontradas mortas na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, uma carta foi achada no apartamento da família mineira e, nela, há relatos de desespero. Em um dos trechos está escrito: "Sinto um desgosto profundo por ter falhado com tanta força, por deixar todos na mão mas, melhor acabar com tudo logo e evitar o sofrimento de todos”. A carta foi encaminhada à perícia para confirmar se foi escrita por Nabor.

As investigações levam em consideração que Nabor Coutinho demonstrava irritação, pouco se alimentava e também não dormia direito nos últimos dois meses. Os investigadores ouviram amigos e parentes da família que vieram de Minas Gerais, onde o casal nasceu.
Alguns parentes contaram que, tempos atrás, a mãe de Nabor teria cometido suicídio na frente do filho. Além dela, outros dois primos também já teriam se matado.

De acordo com o delegado titular da Delegacia de Homicídios, Fabio Cardoso, a polícia não descarta nenhuma linha de investigação, mas uma delas é que o caso pode ter sido um homicídio seguido de suicídio. "O que se sabe é que a mulher da vítima estava com cortes no pescoço, morta na cama. Os dois filhos e o homem estavam caídos no vão da piscina. As informações iniciais obtidas no local do crime apontam uma suspeita inicial de que ele teria matado a mulher com golpes de faca, jogado as duas crianças e depois se jogado. Mas não descartamos outras linhas", explicou o delegado.
FONTE - GLOBO.COM
Sem velório, corpo de mineiro achado morto no Rio é enterrado em BH Sem velório, corpo de mineiro achado morto no Rio é enterrado em BH Revisado por Blog do Chaguinhas on 06:27:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios