Últimas notícias

Polícia prende mais um suspeito de atear fogo em idosa após assalto

A Polícia Civil prendeu mais um suspeito de matar uma mulher de 71 anos, após um assalto em Londrina, no norte do Paraná, em 12 de janeiro. A idosa foi amarrada e amordaçada depois do roubo, e a casa onde ela morava foi incendiada, segundo a polícia. O homem, de 50 anos, foi preso nesta quinta-feira (26) e confessou a participação no crime.
Ainda na tarde desta quinta, o delegado Manoel Pelisson, da Delegacia de Homicídios, pediu a prisão preventiva do suspeito. De acordo com Pelisson, a prisão foi decretada rapidamente pela 2ª Vara Criminal de Londrina. O suspeito foi encaminhado ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (CIAC).

A polícia investigava a participação de uma segunda pessoa no crime desde segunda-feira (23), quando um rapaz de 18 anos foi preso, e confessou a participação na morte da idosa. Ele disse que tinha roubado um telefone celular da vítima.

No depoimento, o suspeito ainda informou à polícia que outro homem tinha participado do crime.

Os dois presos devem responder por latrocínio, que é o roubo seguido de morte.

Relembre o caso
Uma mulher de 71 anos morreu carbonizada em um incêndio em uma casa localizada no conjunto Milton Gavetti, na Zona Norte de Londrina, na madrugada de 12 de ianeiro. A suspeita dos peritos era de que o fogo tinha começado no quarto da vítima.

“No dia da morte, fomos informados pelo perito que a vítima estava amarrada e amordaçada. Devido a isso nós começamos a investigar e identificamos um suspeito que era foragido da Justiça. Trouxemos ele até a delegacia e ele confrontado com diversas testemunhas, ele acabou confessando o crime”, relatou Pelisson. 
FONTE - G1 PARANA
.

Nenhum comentário