Movelpar movimenta Arapongas



A feira conta com 168 expositores e deve gerar cerca de R$ 600 milhões em negócios


Começou nesta segunda-feira a 11º edição da Feira de Móveis do Estado do Paraná (Movelpar), em Arapongas (Região Metropolitana de Londrina). A feira, que segue até quinta-feira (16), reúne 168 expositores e deve movimentar em torno de R$ 600 milhões em negócios.
A Movelpar poderá servir como um termômetro para avaliar a recuperação da indústria moveleira. O evento abre o calendário nacional. "É nesta feira que surgem as novidades e lançamentos e o varejo aguarda o evento para repor os estoques", afirmou Wanderley Vaz de Lima, presidente da Expoara, organizadora do evento. Segundo ele, a projeção de negócios é baseada no desempenho de 2015. "Há dois anos, a feira movimentou R$ 500 milhões. Os valores de agora seriam atualizados e corrigidos", afirmou Lima.
Os expositores estão confiantes nas vendas. A Gralha Azul Estofados levou para a Movelpar produtos das suas linhas econômica, preços médios e premium. "Viemos para a feira com as três frentes e a expectativa é muito boa. Os lojistas estão vindo atrás de coisas novas e acreditamos que a liberação do FGTS possa nos ajudar na recuperação das vendas", comentou Marcelo Carandina, diretor comercial da empresa.
O setor acredita em uma retomada do crescimento da indústria, principalmente no segundo semestre. "Acreditamos que está melhorando a confiança do consumidor. Aos poucos, as lojas vão recompondo os estoques e, isso vai melhorar para a indústria. Não vamos voltar repentinamente ao patamar de 2014. Mas o pior já passou", comentou o Irineu Munhos, presidente do Sindicato das Indústrias de Móveis de Arapongas (Sima).
O presidente da Associação Brasileira do Mobiliário (Abimóvel), Daniel Lutz, afirmou que o setor está cautelo em relação a 2017, mas que projeção de crescimento do mercado interno é em torno de 2,2%. "Não vai ser um número que vai recuperar tudo que se perdeu", avaliou. O decréscimo da produção em 2015 e 2016 foi de 7,7%. O setor encolheu desde 2014 algo em torno de 30%.
Lutz afirma que o mercado está se readequando e que a demanda, até agora inexistente, começa a surgir. Em 2016, o polo moveleiro de Arapongas faturou R$ 1.521 bilhões no mercado interno e US$ 97,85 milhões em exportações, de acordo com dados do Sima.
O polo de Arapongas é responsável por 43,3 milhões de peças de móveis e colchões, o que representa 66,8% da produção estadual. A participação do Paraná no cenário nacional é de 463,4 milhões de peças. São R$ 8,2 bilhões em 2015, o que significou um crescimento de 4,3% em relação ao ano anterior.

CRISE
O polo sentiu os efeito da crise. Quatro empresas fecharam as portas em três anos e os postos de trabalho tiveram uma retração de 14%. "Estamos vendo uma retomada lenta, mas está ocorrendo. 2017 começou com balanço positivo de 104 novas vagas", comentou Munhos.
O presidente do Sima afirmou que com "a crise as empresas melhoraram o quadro profissional, revisaram custos de produção, investiram em atualização de processos. Alguns indústrias foram para o mercado livre de energia elétrica para reduzir o custo de produção e conseguiram, em alguns casos, redução de 30% do custo".
A abertura da feira contou com a presença do governador Beto Rixa (PSDB).
Aline Machado Parodi
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA
Movelpar movimenta Arapongas Movelpar movimenta Arapongas  Revisado por Blog do Chaguinhas on 05:38:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios