GUARDA MUNICIPAL QUE MATOU UMA EMPRESÁRIA E O FILHO ERA CIUMENTO E POSSESSIVO





Segundo vizinhos da ex-namorada de Ricardo Leandro Felippe, durante toda a tarde de segunda-feira guardas municipais fizeram escolta em frente a casa dela. As viaturas teriam deixado o local por volta das 18 horas, 40 minutos antes de Felippe invadir a casa e praticar os crimes. O perfil do guarda municipal desenhado pelos vizinhos é de um homem ciumento e possessivo. "No domingo ele ameaçou riscar o corpo dela com uma faca e ontem (segunda-feira), antes do crime, ela estava no carro da irmã dela e ele arremessou um extintor de incêndio contra o veículo para tentar atingi-la", comentou um morador.
"Tinha acabado de chegar em casa quando comecei a ouvir os tiros. Primeiro achei que fosse algum desentendimento familiar e chamei a polícia. Depois soube que era ele (guarda municipal) que estava atirando contra a família", contou outro vizinho.
A polícia diz que a ex-namorada de Felippe não estaria em casa na hora do tiroteio, mas vizinhos afirmam que ela estava na residência e só não foi baleada porque teria se escondido dentro de um armário.
O secretário municipal de Defesa Social, Evaristo Kuceki, disse que a escolta da Vara Maria da Penha atende sob solicitação. "A gente já tem o cadastro das mulheres que têm problemas com os maridos e se encontrar a pessoa na área onde ela não poderia estar, essa pessoa é encaminhada à delegacia. Foi isso o que a Patrulha foi lá (na casa da ex-namorada) fazer ontem (segunda-feira), mas não o encontrou (Felippe). Uma das proteções que eu fiz foi com o filho dela. Ela achou que o filho corria perigo e eu pedi para que uma viatura trouxesse o filho até ela." Na manhã de terça-feira, três guardas municipais haviam voltado a fazer a escolta em frente a residência da ex-namorada.
Para o delegado-chefe da 10ª Subdivisão Policial, Osmir Neves, os crimes foram premeditados. "Ele foi à Guarda Municipal para obter a arma de fogo e quando buscava a fuga dos locais, roubou vários veículos para dificultar a ação policial. Chama a atenção que ele praticou um crime e em um curto intervalo de tempo, partiu para outra ação, indicando uma progressão criminosa fora do comum no ambiente policial. Ele também se valeu de ter um fácil manuseio de arma de fogo. São agravantes em desfavor dele."
O guarda municipal foi preso em flagrante depois que um investigador da Polícia Civil em Maracaí (SP) desconfiou de um Peugeot 408 branco, com placas de Londrina, estacionado em uma rua. Informações apontaram que o condutor do veículo estava em um hotel e, com a ajuda da Polícia Militar, a prisão foi efetuada. A arma utilizada no crime, uma pistola 380 de propriedade da Guarda Municipal de Londrina, foi recuperada. O veículo foi um dos três carros roubados por Felippe em Londrina.
Uma equipe da Polícia Civil em Londrina viajou até o interior paulista para buscar o guarda municipal e ele deve ser apresentado na manhã desta quarta, na 10ª SDP. (SF)

FONTE - FOLHA DE LONDRINA
GUARDA MUNICIPAL QUE MATOU UMA EMPRESÁRIA E O FILHO ERA CIUMENTO E POSSESSIVO GUARDA MUNICIPAL QUE MATOU UMA EMPRESÁRIA E O FILHO ERA CIUMENTO E POSSESSIVO Revisado por Blog do Chaguinhas on 08:38:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios