'Lei do silêncio' para servidores municipais de Santo Antonio da Platina



A decisão da Prefeitura causou surpresa não só aos veículos de comunicação, mas também a vereadores e à população


Santo Antônio da Platina - Uma medida nada republicana anunciada recentemente pela Prefeitura de Santo Antônio da Platina tem provocado bastante polêmica na cidade. No dia 4 de abril, o secretário municipal de Gestão, o coronel reformado da Polícia Militar Airton Sérgio Diniz, assinou uma circular proibindo os servidores públicos do município de repassar informações ou dar entrevistas para veículos de comunicação impresso e eletrônico. De acordo com o documento, as informações devem partir somente de secretários ou do prefeito José da Silva Coelho Neto (PHS), o professor Zezão.

O conteúdo da circular de caráter estritamente interno acabou vazando e a decisão não agradou os moradores, que reagiram imediatamente por meio das redes sociais. "Lei da Mordaça?", questiona o internauta Marcos Almeida. "Não vivemos mais na ditadura", assinala Marcos André Velozo. "Cadê a liberdade de expressão?", pergunta Danilo de Lima Alves.

A decisão também provocou reação na Câmara de Vereadores. "Será que o coronel (da reserva, Airton Diniz) acha que está na Coreia do Norte? Vivemos em um País democrático, onde todos têm direito de se expressar. O servidor público tem obrigação de fornecer informações à imprensa para que a população seja informada", avalia o vereador José Jaime Paula Silva (PSDB), o ‘Mineiro’. "O que eles têm a esconder com essa medida, ainda mais no momento em que se discute transparência na administração pública?", complementa.

A polêmica fez com que o prefeito e o secretário de Gestão se manifestassem sobre o assunto. Zezão e Diniz justificaram que a decisão tem o objetivo de evitar informações desencontradas por falta de conhecimento técnico, e jamais a intenção de censurar a imprensa.

Apesar das justificativas, o que se percebe claramente é que todos os servidores, diretores e até mesmo alguns secretários estão definitivamente proibidos de atender os jornalistas. A orientação é para que os profissionais de imprensa procurem o secretário de Gestão e o prefeito para os esclarecimentos.

Na tarde de segunda-feira (29), a FOLHA tentou ouvir o prefeito José da Silva Coelho Neto, o professor Zezão, e seu secretário de Gestão Airton Diniz, mas eles não foram localizados na prefeitura. Sua assessoria informou que retornaria o contato para agendar a entrevista, o que não aconteceu.

Também na noite de segunda-feira, a reportagem acompanhou a audiência pública referente ao primeiro quadrimestre de 2017 na Câmara de Vereadores, e questionou o diretor contábil Nilton Santos Lima sobre gastos e orçamentos do Executivo. O diretor, porém, não soube responder as perguntas.

Ao fim da reunião, a FOLHA tentou agendar uma entrevista com o diretor contábil para a manhã de terça-feira (29). Lima, no entanto, disse que não poderia receber a equipe e informou que as dúvidas deveriam ser encaminhadas via ofício ao departamento responsável para serem esclarecidas, no caso, a Secretaria de Fazenda.

TRANSPARÊNCIA
Sancionada em 2009 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Lei da Transparência obriga a União, estados e municípios a divulgar seus gastos na internet em tempo real. As informações devem ter ampla publicidade pelas instituições, e esclarecidas a qualquer cidadão.

Advogados ouvidos pela FOLHA contestam a postura adotada pelo Executivo em limitar as fontes de informação à imprensa, e a falta de instrução técnica do diretor responsável pela audiência pública. Para os defensores, à medida que proíbe os servidores de conceder entrevista deve ser levada ao conhecimento do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) e ao Ministério Público Estatual (MP-PR). Para os advogados, a audiência pública referente ao primeiro quadrimestre de 2017 também não atingiu seus objetivos, uma vez que o responsável pelas informações não soube responder aos questionamentos dos jornalistas.
Luiz Guilherme Bannwart
Especial para a FOLHA DE LONDRINA
'Lei do silêncio' para servidores municipais de Santo Antonio da Platina 'Lei do silêncio' para servidores municipais de Santo Antonio da Platina Revisado por Blog do Chaguinhas on 08:15:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios