BANDEIRANTES - Saúde Bucal das crianças como meta



As atividades ocorrem às sextas-feiras em sala de aula e envolvem palestras, brincadeiras, gincanas e teatro

Bandeirantes - Na escola municipal Maria de Lourdes Guedes Mendes, em Bandeirantes, as crianças já sabem: toda sexta-feira, as "tias do dente" passam para falar sobre a importância de escovar bem os dentes, passar o fio dental, e visitar o dentista regularmente. "Tias do dente" é o nome carinhoso pelo qual as crianças das escolas chamam as integrantes do programa Saúde Bucal, uma ação de extensão desenvolvida pelo CCB (Centro de Ciências Biológicas) da Uenp (Universidade Estadual do Norte do Paraná), Campus Luiz Meneghel.

Segundo o coordenador do programa, professor-doutor João Lopes Toledo Neto, a ideia é conscientizar as crianças para que elas adquiram desde cedo o hábito de cuidar da saúde bucal. "As crianças possuem uma facilidade muito grande de aprender e de passar adiante o aprendizado", ressalta. O professor acentua que a intenção do programa é também de conscientizar pessoas próximas às crianças. "Queremos que elas repassem tudo o que aprendem para os pais, para os irmãos, para os amiguinhos da vizinhança. É um trabalho de ‘formiguinha’. Nós queremos apenas lançar a semente", destaca.

Atualmente, a equipe de alunas do programa Saúde Bucal é formada por três bolsistas do PIBEX (Programa Institucional de Bolsas de Extensão Universitária) e 17 voluntárias. Todas acadêmicas do curso de Enfermagem e Ciências Biológicas. "Na prática, ensinamos às crianças como escovar corretamente os dentes, como usar o fio dental, e falamos sobre os riscos de não cuidar bem da saúde bucal", explica o coordenador do programa. O professor acentua, entretanto, que não são realizados nenhum procedimento de intervenção bucal, como obturação, limpeza dentária ou coisas do tipo. "Esses são procedimentos específicos da área de odontologia. O nosso trabalho, portanto, é mais assistencial", frisa.

As atividades são feitas em sala de aula e envolvem palestras, brincadeiras, gincanas e teatro. Raíssa Damaris da Silva, 10 anos, está no quinto ano, e conhece o programa desde os cinco. "Eu gosto muito quando as meninas vêm aqui na escola. Elas brincam e ensinam muita coisa para a gente", comenta. Raíssa, que é uma das mais de 1.200 crianças beneficiadas pelo programa, partilha o medo que tinha de ir ao dentista "por causa do motorzinho. Mas, como eu estou cuidando bem dos dentes, eu não tenho mais medo".

Além do trabalho de conscientização, o programa também distribui kits com escova, pasta de dente e fio dental para as crianças. "É um trabalho que temos de fazer. Nós já ouvimos relatos de crianças que disseram que na casa delas todo mundo usava uma única escova de dente. Por isso, sempre temos esses kits junto conosco para oferecer aos alunos", disse Jéssica Martins, aluna do 4º ano de Enfermagem e bolsista do Programa.

A diretora da escola municipal Maria de Lourdes Teixeira Guedes, Maria Aparecida Moraes, conta que as crianças amam as ‘tias do dente’. "Sempre quando elas vêm até a escola é uma festa. Nós, enquanto gestão, temos muito que agradecer ao Programa Saúde Bucal. Hoje, os nossos alunos são mais conscientes, e aprenderam isso de uma maneira leve e divertida. O trabalho realizado pela Uenp é louvável", enalteceu.

Os resultados foram tão positivos que outras escolas de Bandeirantes procuraram a equipe do Saúde Bucal. Hoje, o Programa atende quatro escolas municipais da cidade e ainda o Projeto Ícaro (uma parceria entre a Uenp, a Usina da Cidadania de Bandeirantes, e o Instituto Ícaro de Curitiba), que oferece aulas gratuitas de tênis para crianças carentes. Isabela Cristina de Souza, 9 anos, é aluna do quarto ano da Escola Rural Zulmira de Albuquerque e conta que gosta muito do programa. "Hoje, nós assistimos a um teatro muito legal. Eu aprendi que tem que escovar o dente direitinho para não ficar com cárie, e ter o sorriso bonito. É divertido quando elas vêm aqui na escola", disse.

TROCA DE EXPERIÊNCIAS

Mas as crianças não são as únicas que aprendem com o programa. Para a aluna do 3º ano de Enfermagem e bolsista do Programa, Luíza Rigonatti, a troca de experiências e o contato com as crianças ajuda não apenas na formação acadêmica da equipe. "Com certeza, é algo que vamos levar para vida toda. Aqui, conhecemos a realidade de cada criança, e temos que aprender a lidar com essas diferenças. É um desafio encantador. Toda sexta-feira, saímos daqui com as energias recarregadas. É muito gratificante", partilhou Luíza.

O " Programa Saúde Bucal" existe desde 2012. Na época, fazia parte de um outro programa denominado "Implementação de Ações de Promoção e Prevenção na Saúde da População de Bandeirantes(PR)", coordenado pela professora-doutora Simone Castanho, atual pró-reitora de Extensão e Cultura da Uenp, com apoio do programa PROEXT. No ano de 2015/16, o "Saúde Bucal" foi contemplado pelo Programa Universidade Sem Fronteiras, quando recebeu incrementação de equipamentos didático-pedagógicos e atendeu, além de Bandeirantes, o município de Santa Amélia. Hoje, o "Programa Saúde Bucal" é mantido pelo PIBEX.
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA
BANDEIRANTES - Saúde Bucal das crianças como meta BANDEIRANTES - Saúde Bucal das crianças como meta  Revisado por Blog do Chaguinhas on 09:48:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios