Concessionária apresenta projeto do Contorno Norte



A presidente da associação que reúne as indústrias de Cambé, Rosinda Stremlow: entidades temem que Contorno Norte não seja licitado até o ano que vem


A Triunfo Econorte, concessionária responsável pela BR-369, apresentou nesta quinta-feira (14) o projeto do Contorno Norte Londrina/Cambé aos empresários da Aepic (Associação das Empresas do Parque Industrial de Cambé). Ele foi dividido em três segmentos e está em fase de conclusão para encaminhamento ao DER/PR (Departamento de Estradas e Rodagens do Paraná). 


O trecho entre a BR-369 km 167 até a divisa entre Cambé e Rolândia está com todas as análises de topografia, estudos de solo, projetos geométricos e das obras de artes especiais concluídos. "Estamos finalizando apenas os relatórios complementares para protocolarmos no DER até o início do próximo mês", afirmou Guilherme Mamprim, gerente de obras da Triunfo Econorte.

O traçado do Contorno Norte foi alterado. Inicialmente, margeando Londrina abaixo do Ribeirão Jacutinga em pista simples. Pelo novo traçado, o ramal rodoviário foi deslocado acima do Ribeirão, com pista dupla. Com isso, o Contorno ficou com 32,9km. O projeto inicial previa 29,6km.

O cronograma do andamento dos projetos dos lotes 1 e 2, entre Ibiporã até a PR-545 (próximo ao Aeroporto 14 Bis) e PR-545 até a PR-445, respectivamente, será apresentado no dia 29 de setembro, na Comissão de Infraestrutura que reúne a Acil (Associação Comercial e Industrial de Londrina), Sindimetal (Sindicato das Indústrias Metalúrgicas Mecânicas e Materiais Elétricos do Norte do Paraná), Ceal (Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina), Sociedade Rural e Sinduscon Norte (Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Norte do Paraná).

De acordo com o coordenador da comissão, deputado Tiago Amaral (PSB), pretende-se sugerir ao governo do Estado por qual lote as obras devem iniciar, baseado no potencial de desenvolvimento, mobilidade e facilidade de execução. "Vamos nos basear neste três pontos para definir o trecho prioritário. O nosso foco é conseguir concluir pelo menos um dos trechos nos próximos anos", afirmou o deputado.

Prazos preocupam 
A presidente da Aepic, Rosinda Stremlow, considerou positiva a reunião, mas expressou preocupação com os prazos para licitação das obras. "O Contorno ainda não está assegurado. Se não for viável fazer a licitação neste governo, vamos ficar na dependência do próximo. Existe uma promessa, mas vontade não é realidade", disse a empresária.

O deputado Tercílio Turini(PPS) afirmou que é preciso pressionar o governo para fazer a licitação de um dos trechos este ano e garantir que o Contorno seja incluído no orçamento de 2018 a fim de assegurar recursos para a licitação de um segundo trecho.

Segundo a presidente da Aepic, a Região Metropolitana de Londrina está vulnerável em termos de transporte, logística e segurança. "A BR-369 passa pela avenida Brasília. É um volume intenso de carga pesada. Qual empresa que vai se interessar em se instalar em uma região sem escoamento da produção? Transporte e logística são fundamentais", questionou.

Ela lembrou que no fim de setembro completam seis meses desde que o governo anunciou que assumiria a responsabilidade pela construção do Contorno Norte. "Estamos confiantes, embora o prazo inicial para conclusão dos projetos fosse de até quatro meses. Queremos acompanhar todas as etapas, para apresentar as expectativas da Aepic e contribuir com ideias", afirmou Stremlow. O valor da obra ainda não foi definido, mas a estimativa é que cada trecho custe em torno de R$ 200 milhões.
Aline Machado Parodi
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA
Concessionária apresenta projeto do Contorno Norte Concessionária apresenta projeto do Contorno Norte  Revisado por Blog do Chaguinhas on 05:42:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios