Últimas notícias

Tercilio defende “pente-fino” nos contratos de concessão do pedágio


O momento é de fazer um “pente-fino” nos contratos de concessão das rodovias do Paraná, para investigar os motivos das tarifas abusivas de pedágio cobradas pelas concessionárias do Anel de Integração. É o que defende o deputado estadual Tercilio Turini, que em pronunciamento na sessão desta segunda (dia 26) da Assembleia Legislativa destacou que há muito tempo o pedágio causa revolta e indignação nos paranaenses.
“Esperamos 20 anos para acontecer algo em relação às concessões e finalmente a Justiça Federal, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal desencadearam uma operação para investigar contratos inadequados, valores extorsivos das tarifas e pagamentos de propinas”, disse o deputado, ressaltando que por enquanto a ação atinge apenas uma concessionária – a Econorte.
Para Tercilio, a sociedade organizada, a população e os representantes políticos devem começar a discutir de imediato o novo modelo de concessão de rodovias e pedágio para o Paraná. “As concessões vencem em novembro de 2021, são menos de quatro anos para o término dos contratos. É um tema que estará presente nas eleições estaduais deste neste ano. Por isso, os paranaenses devem se manifestar e dizer o que querem”, argumentou.
O deputado enfatizou que “o pedágio não pode ser debatido entre quatro paredes, precisa ser levado a toda população”. Tercilio Turini lembrou ainda que a Assembleia não tem poder para baixar as tarifas do pedágio, mas pode manter o assunto em discussão permanente e apresentar questionamentos à Justiça para intervir nos contratos. “O trabalho da Frente Parlamentar contra Renovação do Pedágio foi fundamental para conter iniciativas de prorrogação das concessões”, afirmou.

Nenhum comentário