Últimas notícias

PRESIDENTE DA CÂMARA DE VEREADORES DE SJ DA SERRA AFASTADO RECEBEU DIÁRIAS(DUAS) NO MESMO DIA, UMA ANTES DO FINADOS E OUTRA NO DIA SEGUINTE E NO RECESSO PARLAMENTAR.


O Presidente da Câmara de Vereadores de São Jeronimo da Serra, deu entrada, solicitando seu afastamento como vereador  na semana que passou e na última sessão, terça-feira, dia 15 de maio, foi acatado pelos demais Edis.

Gilmar Rocha, do PPS, depois de sofrer diversas denúncias através da Promotoria Pública, resolveu se afastar, segundo ele, para não interferir nas investigações.

Segundo informações, e não é segredo para ninguém, já que tudo está publicado no Portal da Câmara de Vereadores de São Jeronimo da Serra, o motivo é “Recebimento de Diárias Irregulares”.
O afastamento solicitado, à princípio, será por 60 dias, sem qualquer “remuneração”.

Na mesma sessão do dia 15 de maio, assumiu a Presidência da Casa,  o Vereador Josias Bueno, do PPS, que inclusive, diga-se de passagem, esteve preso em Operação do Ministério Público do PR. Vereador Josias,  a esposa e sogra foram presos preventivamente na data de 28 de março. Promotor explicou que a família estava ameaçando a mãe de uma vítima de estupro.

 

Deve assumir já na próxima sessão, do dia 22 de maio, o Suplente do Gilmar Rocha, o Sr. Sebastião Rodrigues Lima, do PRP, popular Tião Cidadão.

 

As denúncias são gravíssimas e quem desejar ter acesso às mesmas, é só entrar no PORTAL DA CÂMARA DE VEREADORES DE SÃO JERONIMO DA SERRA.

 

Os motivos principais das denúncias, são as  Diárias pagas ao Vereador Gilmar Rocha, cada uma mais estranha que a outra: Tem duas diárias com pagamento no mesmo dia no valor de R$ 800 reais, no dia 13/12/2017.

 

O Vereador recebeu na Véspera do dia de Finados, dia 1º de Novembro de 2017, uma diária de R$ 400 reais e no dia 03, depois do feriado de finados, mais uma diária de R$ 600 reais.

 

E vai mais além, no dia 13/12, o Vereador recebeu duas diárias, é isso mesmo, duas diárias, como se vê no Portal da Câmara, Vereador Presidente da Casa de Leis, recebeu duas diárias no valor de R$ 800 reais.

 

Além disso, também será apurado, que situação aconteceu, para o Nobre Edi, Presidente da Câmara de Vereadores, Gilmar Rocha, receber diárias, no período do “Recesso Parlamentar”, que compreendeu de 15 de dezembro à 15 de fevereiro, com o retorno somente depois do Carnaval. Nesse período, não são pagas diárias, somente em casos especiais ou de emergência.

 

 



Nenhum comentário