Últimas notícias

ESCOLA QUE FOI CONSUMIDA PELO FOGO, EM CONSTRUÇÃO GRAÇAS A VIABILIZAÇÃO DO DEP FED JOÃO ARRUDA EM BANDEIRANTES





O Prefeito de Bandeirantes, Lino Martins, assinou  o contrato de prestação de serviço com a empresa vencedora do processo de licitação para a construção das novas estruturas da Escola Municipal Santa Terezinha. . A PRP Empreendimento Civil Ltda – EPP, de Londrina, foi a vencedora do certame.
Os investimentos para a construção da nova escola são mais de R$ 3,6 milhões, recursos do Governo Federal via sistema PAR (Plano de Ações Articuladas) do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), vinculado ao MEC (Ministério da Educação), viabilizado através do Dep Fed João Arruda(MDB). A contrapartida do Município é a terraplanagem da área – que possui cerca de 10 mil m² - e o fechamento externo (como muros, grades, gramado).
Segundo o secretário de Obras e Serviços Urbanos, Wagner Toma, o modelo de infraestrutura da escola é para atendimento a 780 crianças (390 em cada turno – matutino e vespertino) e serão construídos sete blocos, que inclui 12 salas de aula, sanitários, setor administrativo, biblioteca, auditório (capacidade para 83 pessoas), sala de informática, laboratório, grêmio estudantil, cozinha, área de serviço individualizado, pátio coberto, quadra coberta. “De área construída são aproximadamente 3,9 mil m², somente a quadra coberta são cerca de 986m²”, numerou. O prazo para a conclusão das obras, de acordo com o secretário, varia entre 12 a 18 meses.

ENTENDA O CASO:


Uma escola municipal foi destruída por um incêndio na noite de sábado (17) em Bandeirantes, na região norte do Paraná. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o fogo começou por volta das 19h30 e demorou cerca de cinco horas para ser controlado. A escola estava vazia no momento do incêndio e ninguém ficou ferido.

Ainda conforme as informações dos bombeiros, as chamas se alastraram rapidamente pelo forro de madeira e se espalharam por quase toda a estrutura da instituição, que tem 1,3 mil metros quadrados.
A Escola Municipal Santa Terezinha atendia mais de 500 crianças da região. Os bombeiros não souberam informar o que provocou as chamas. A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar o caso.
 




Nenhum comentário