Últimas notícias

Beto Richa tem prisão preventiva decretada pela Justiça

O ex-governador do Paraná Beto Richa (PSDB) teve prisão preventiva decretada pela Justiça nesta sexta-feira (14). Com isso, não há mais prazo determinado para que ele seja solto. 

Richa está preso desde terça-feira (11), no Regimento da Polícia Montada, em Curitiba. Ele, a esposa, Fernanda Richa, e mais 13 investigados foram detidos suspeitos de envolvimento em um esquema de superfaturamento de contratos para manutenção de estradas rurais em troca de propina. 

Além dele, outros 9 investigados na operação também tiveram a prisão convertida para preventiva. São eles:
  • José Richa Filho (Pepe Richa, irmão de Beto)
  • Ezequias Moreira Rodrigues
  • Luiz Abi Antoun
  • Deonilson Roldo
  • Celso Antônio Frare
  • Edson Luis Casagrande
  • Tulio Marcelo Dening Bandeira
  • Aldair Wanderlei Petry (Neco)
  • Dirceu Pupo Ferreira
O juiz Fernando Fischer, que assina a decisão, considerou haver risco à ordem pública e à ordem econômica para manter os investigados presos.
"Analisando os autos, verifico haver risco à ordem pública e à ordem econômica, cuja extensão evidencia a insuficiência de medidas mais brandas, justificando o uso excepcional da segregação cautelar por meio da prisão preventiva", explicou o juiz.
A ex-primeira-dama Fernanda Richa, também presa na operação, segue em prisão temporária, com vencimento no sábado (15).
O G1 tenta contato com a defesa dos investigados.

Beto é considerado chefe da organização criminosa, diz MP

De acordo com o MP-PR, apura-se o pagamento de propina a agentes públicos, direcionamento de licitações de empresas, lavagem de dinheiro e obstrução da Justiça. 

Beto Richa é considerado chefe da organização criminosa, que fraudou uma licitação de mais de R$ 70 milhões para manutenção das estradas rurais, em 2011, segundo as investigações. 

Fernanda Richa participava da lavagem de dinheiro desviado no esquema, de acordo com o MP-PR. 

FONTE - G1PR

Nenhum comentário