Últimas notícias

Justiça garante direito de João Arruda afirmar que Beto Richa e Ratinho Júnior quebraram o Paraná

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) deu razão à candidatura de João Arruda e, por unanimidade, permitiu que a campanha do MDB siga afirmando que a gestão de Beto Richa e Ratinho Júnior quebrou o Paraná. Hoje, o tribunal divulgou que negou o recurso protocolado por advogados do ex-governador, que pedia direito de resposta contra críticas feitas por João Arruda no horário eleitoral gratuito.

O ex-governador e aliado de Ratinho Júnior entrou na Justiça pedindo que Arruda parasse de falar em programa eleitoral que “a turma do Richa quebrou o Paraná”.

A relatora da ação, juíza eleitoral Graciene do Vale Lemos, ao negar o pedido de Richa, afirmou que “é preciso assegurar aos candidatos a possibilidade de fazerem suas críticas pessoais aos demais candidatos, por se tratar do espaço próprio para o debate político”. Todos os juízes da Corte seguiram o voto da relatora, negando o pedido de Richa e dando ganho de causa a João Arruda.

O trecho da campanha de João Arruda contestado pelo ex-chefe de Ratinho Junior e agora autorizado pela Justiça dizia o seguinte: “Graças à turma do Richa, quase 90% das famílias paranaenses estão endividadas, contra uma média nacional de 56%. São números assustadores. O que assusta mais é que dois candidatos saíram daqui de dentro do Palácio. Cida Borghetti era vice de Beto Richa. E Ratinho Júnior, seu principal secretário e aliado que ainda fala em mudança. Quem fez parte do Governo não é mudança, é continuidade”.

Foto: Reprodução

Nenhum comentário