Últimas notícias

TUDO AGORA DEPENDE DOS DEBATES E DOS INDECISOS

Ratinho Jr canta vitória antecipada no primeiro turno. Mas não há quem possa afirmar que a pesquisa fechou com uma margem inalcançável a seu favor. Vejam só o Ibope: nos votos totais (que computam os brancos, nulos e indecisos) ele passou de 42% para 44% das intenções de voto. Oscilou dentro da margem de erro. 
 
Nos votos válidos (que só consideram os votos dados a algum dos candidatos) Ratinho perdeu margem. Sua ascensão foi menor do que a de seus principais adversários. Se subiu dois pontos, Ratinho viu a soma de seus principais oponentes subir quatro vezes isso: 600 mil votos passaram de indecisos para João Arruda (MDB) ou Cida Borghetti (PP). A diferença entre ele e os adversários ficou 44% a 39%. Apenas 5 de margem. 

Isso significa que mesmo que Ratinho mantenha a atual votação, poderá não levar no primeiro turno. E agora é que são elas. Quem vai decidir essa parada serão os indecisos. Os analistas mais equipados dizem que a margem entre Ratinho Jr e os demais se estreitou tanto que será muito difícil que ele garanta vitória no primeiro turno.


A história não aconselha o grito de vitória. Em 2012, faltando dez dias para a eleição, Ratinho Jr também anunciava vitória no primeiro turno. Tinha mais de 40% das intenções de voto, Vencia Luciano Ducci e Gustavo Fruet. Na reta final, Fruet passou Ducci e a decisão foi para o segundo turno. Pois, pois, na contagem dos votos Ratinho manteve seus 40% e Fruet venceu com 60%.

FONTE - FABIO CAMPANA

Nenhum comentário