Últimas notícias

Irmãos de 1 e 3 anos são deixados pelo pai em mata após briga com a mulher e cunhado e resgatados 8 horas depois em MT

Pai foi preso por policiais e ajudou a procurar os filhos no matagal em Nova Lacerda. Com fome, crianças foram levadas para hospital onde receberam alimento e medicação.

Dois irmãos, de 1 e 3 anos, foram resgatados na manhã desta terça-feira (20) depois de ficarem 8 horas perdidos em uma região de mata na zona rural de Nova Lacerda, a 667 km de Cuiabá.

Segundo informações da Polícia Militar e da Gerência de Operações Especiais (GOE), as crianças foram deixadas no local depois que o pai delas brigou com a mulher e o cunhado dele. 

As buscas pelas crianças começaram por volta de 21h da segunda-feira (19). O menino, de 1 ano, e a menina, de 3 anos, foram encontrados por volta de 6h. Os policiais chamavam as crianças pelo nome.
O menino estava deitado no matagal e a menina foi encontrada em pé.

O suspeito, Sidnei Nogueira de Pádua, de 24 anos, foi preso ainda na segunda-feira, mas só disse onde as crianças estavam no começo da manhã do outro dia. 

A polícia foi chamada na casa da família depois que recebeu uma ligação sobre violência doméstica. A mãe das crianças contou que chamou o irmão dela, cunhado do suspeito, para comer bolo e refrigerante na residência. 

A briga entre começou depois que o cunhado foi recebido por Sidnei. Eles e a mulher teriam se agredido com pedaços de madeira e pedra.  

Em seguida, Sidnei correu, pegou as crianças e correu para um matagal perto da casa. A polícia foi chamada e encontrou o suspeito, mas as crianças tinham desaparecido.

Buscas

De acordo com o GOE, as buscas pelas crianças começaram às 21h. Somente às 5h48 os irmãos foram achados no matagal. Debilitados, os irmãos estavam com fome e foram carregados pelos policiais. 

As crianças foram levadas para o hospital da cidade, onde receberam alimento e foram medicadas.
Ainda conforme ao GOE, o pai das crianças tem várias passagens, inclusive pelo crime de homicídio.
O suspeito foi encaminhado para a Polícia Civil e deve prestar depoimento. 

FONTE - GLOBO.COM

Nenhum comentário