Últimas notícias

Quem for flagrado pela polícia “furando” o pedágio é penalizado com multa de R$ 195,23, Diz PRF.

Cenas em que o motorista “fura” o pedágio se repetem a cada 2 minutos e 4 segundos nas seis praças da Concessionária Viapar, instaladas nas regiões norte, centro-oeste e oeste do Paraná, conforme levantamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Os dados mostram que, em um intervalo de 12 meses – entre agosto de 2017 e julho deste ano –, foram registrados 252.915 casos de motoristas que passaram pelas praças sem pagar. 

O pedágio de Arapongas, no norte do estado, acumula 75% do total das evasões registradas pela concessionária: foram 189.778 no período, média de 521 motoristas “furando” as cancelas por dia.
Também no norte, a praça de Mandaguari é a segunda mais vazada, com 24.559 ocorrências. 

Quem for flagrado pela polícia “furando” o pedágio é penalizado com base no artigo 209 do Código de Trânsito Brasileiro, que prevê multa de R$ 195,23 para quem "não efetuar o pagamento do pedágio", além de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) – infração grave. 

"A PRF tem monitorado. Estamos fazendo as notificações devidas e identificando esses condutores. A pessoa, no afã de não pagar o pedágio, acaba transitando em velocidade excessiva, colocando em risco, inclusive, a vida de pessoas que trabalham nesses locais", diz Pedro Faria, inspetor da PRF.

Como exemplo de abuso, a PRF divulgou, na terça-feira (20), o flagrante de um motociclista subindo na calçada da praça de pedágio de Arapongas, para desviar das cabines de pagamento. Para não ser identificado, o condutor tampou a placa da moto usando o pé.

A Concessionária Viapar reiterou as informações repassadas pela PRF. 

FONTE - G1 PR

Nenhum comentário