Últimas notícias

Alep pode criar 1º Comitê de Compliance e de Relações Governamentais do Brasil

O presidente da Assembleia, Ademar Traiano, recebe placa dos presidentes da Abrabar e Feturismo, Fábio Aguaio e Claudio Antunes
Foto: Pedro Oliveira/Alep
A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) poderá criar o primeiro comitê de Compliance e Relações Governamentais da Sociedade Civil no Brasil. A proposta foi apresentada na última semana, durante entrega uma placa em homenagem ao presidente Ademar Traiano, pela Associação Brasileira de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) e a Federação das Empresas de Hospedagem, Gastronomia, Entretenimento, Lazer e Similares do Estado do Paraná (Feturismo).

"Apresentamos nossa ideia e o presidente Traiano se mostrou simpático com este sistema, que será uma inovação no relacionamento do legislativo com a sociedade civil", disse o presidente da Abrabar, Fábio Aguayo, que organizou no início da semana um evento sobre Compliance e Relações Governamentais em Curitiba. "Este comitê terá um papel na interlocução e debate de temas de interesse da população, projetos de leis e iniciativas da sociedade civil organizada", ressaltou.

Aguayo e o presidente da Feturismo, Claudio Antunes, lembram que a metodologia é um dos programas que deverá ser instalado pelo governador eleito Ratinho Junior e, principalmente pela União, no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, capitaneado e idealizado por Sérgio Moro. "No parlamento, podemos sair na frente e criar este comitê em uma casa legislativa de grande porte", ressaltou.

O Compliance, que significa agir de acordo com uma regra, uma instrução interna, tem como meta trabalhar a organização e união das várias pastas do governo ou de uma casa legislativa, para um planejamento integrado de ações. "É preciso avançar, tratar dos novos desafios que requerem parceria entre iniciativa privada e o poder público", completou Aguayo.

FONTE - RONI PIMENTEL

Nenhum comentário