Últimas notícias

Itaú fecha três agências em Londrina em um mesmo dia

O Itaú Unibanco fechou três agências em Londrina na quinta-feira (2): a da Avenida Madre Leônia Milito, a da Souza Naves com a Cambará, e da Avenida São Paulo, próximo à Catedral. No País, segundo a Contraf (Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro), desde o início do ano, foram fechadas 60. Com a digitalização cada vez maior do serviço bancário, a tendência é de que o processo de fechamento de agências continue.
“Há expectativas de que outras serão fechadas”, afirma o diretor Financeiro do Sindicato dos Bancários de Londrina, Laurito Lira. “O banco diz que os funcionários não são demitidos. Que são remanejados. Mas só neste ano já foram 13 demissões no Itaú, na cidade”, alega.
Segundo levantamento da Contraf com base em dados do Banco Central, o Itaú Unibanco foi o que mais reduziu o número de agências nos últimos anos. Em dezembro de 2013, a instituição tinha 3.904 agências em todo o País. Já em março deste ano, esse número havia baixado para 3.322, um corte de 14,9%.
|

O Banco do Brasil também fechou agências neste período, de 5.450 para 4.716 (-13,4%). Na contramão, a Caixa e o Santander aumentaram os locais de atendimento em 2,6% e 1%, respectivamente.
Além das agências dos cinco maiores bancos, o Brasil tinha outras 2.968 das demais instituições. Esse número caiu para 2.088, ou seja, um corte de 29,6%. De forma geral, a queda é de 9,3%. Foram fechados 2.134 locais de atendimento no período.
Tomando como base a Rais (Relação Anual de Informações Sociais), o corte nos empregos não deve ter sido tão significativo. De 2013 a 2017, os vínculos de trabalho em “atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados” caíram de 878.188 para 869.768, apenas 1% menos. Ainda não há dados disponíveis de 2018 e 2019.

REFORMA

Segundo Laurito Lira, os sindicatos perderam protagonismo em possíveis demissões em massa com a reforma trabalhista aprovada no ano passado. “Elas não precisam ser mais discutidas com o sindicato”, alega.
O fechamento das agências do Itaú será discutida em uma reunião da COE (Comissão de Organização dos Empregados) com os diretores do banco na terça-feira (7) em São Paulo.
Por meio da assessoria de imprensa, o Itaú Unibanco informou que o “cliente está no centro de todas as decisões tomadas”. E que, segundo esta premissa, o banco migrou o atendimento da agência 8835 (Avenida São Paulo) para a 8092 (no Calçadão).
Os clientes da agência 7753 (Souza Naves com Cambará) foram para a 6380, na própria Souza Naves, entre as ruas Paes Leme e Jorge Velho. E os da agência 9.398 (Madre Leonia) foram para a 4081 (Rua Piauí, 967). “A redução do número de unidades físicas é um movimento de reposicionamento da rede de agências, coerente com as novas necessidades dos clientes e com o aumento da procura por atendimento em outros canais como internet, celular e agências digitais”, afirma a assessoria.

FONTE - FOLHA DE LONDRINA

Nenhum comentário