[Fechar]

Últimas notícias

Equipamentos de endoscopia furtados do Hospital Universitário de Londrina foram enviados para o exterior, diz polícia

A Polícia Civil afirma que os oito aparelhos de endoscopia furtados do Hospital Universitário (HU) de Londrina, no norte do Paraná, foram enviados para o exterior por uma transportadora.
Uma brasileira e três colombianos foram presos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-369, em Ubiratã, na região centro-oeste do estado, na quinta-feira (18). Com eles foram encontradas as 18 válvulas levadas junto com os equipamentos.
Câmeras de segurança instaladas nos corredores do HU ajudaram a polícia a identificar os suspeitos. As imagens, cedidas pela Polícia Civil, mostram os suspeitos circulando pelos corredores, um deles está com uma mochila nas costas e uma mulher está com uma bolsa. Para a polícia, os dois estavam carregando os aparelhos.
"Para furtar os equipamentos, uma das mulheres simulava ser uma paciente e assim facilitava a ação dos demais no hospital. As imagens de câmeras do hospital ajudaram a identificar o grupo e também o carro utilizado na fuga. Eles estavam indo para o Paraguai", detalhou o delegado-chefe de Londrina, Osmir Ferreira Neves
O delegado afirma que o grupo já furtou equipamentos hospitalares em Cornélio Procópio. Um dos suspeitos ainda tem passagem por furto de aparelhos em Curitiba.
A polícia investiga a participação dessas quatro pessoas em crimes semelhantes em outros estados brasileiros.
Ao serem questionados pela polícia sobre a suspeita do furto, os quatro afirmaram que só vão se pronunciar na presença de um advogado.

Prejuízo

Segundo a superintendente do HU, Vivian Feijó, os oito equipamentos de endoscopia e as 18 válvulas custam de cerca de R$ 1 milhão.Somente os aparelhos custam R$ 600 mil.
Para não prejudicar o atendimento, o HU conseguiu dois equipamentos de endoscopia com o Hospital de Clínicas, um com o Hospital da Zona Sul e um aparelho de colonoscopia com o Hospital da Zona Norte. Um médico do corpo clínico do HU, que tem uma clínica em Londrina, vai emprestar mais dois equipamentos ao hospital.
Para evitar que o hospital seja alvo novamente de criminosos, Vivian Feijó diz que o hospital deve melhorar o controle de acesso.
FONTE - G1 PR

Nenhum comentário