Últimas notícias

Requião Filho questiona Copel sobre oscilação de energia em municípios da região Sudoeste

Durante visita ao município de Capanema na última semana, o Deputado Estadual Requião Filho (MDB) se deparou com uma situação difícil enfrentada pela população daquela região. Conforme as denúncias e os relatos recebidos pelos moradores, a oscilação de energia nas propriedades, em especial na área rural entre os produtores de leite e criadores de animais, vem afetando a produtividade e colocando em risco a economia local.

"A região é estratégica para a produção de leite e depende basicamente do fornecimento de energia elétrica para se manter economicamente ativa. Em propriedades onde há criação de animais, como em aviários, por exemplo, o prejuízo pode ser grande. São inúmeros motores que precisam ficar permanentemente ligados, sob o risco de perder toda a produção. Estamos questionando a Copel sobre a qualidade da distribuição de energia e projetos de aperfeiçoamento de transmissão para o Sudoeste paranaense", comentou o deputado.

Requião Filho elogiou os produtores rurais e destacou a importância desse trabalho para a economia paranaense. Em reunião com a Associação dos Municípios do Sudoeste - AMSOP, recebeu a informação de que a Copel estaria anunciando investimentos para a melhoria dos trabalhos, mas até o momento não há prazo para que isso seja concretizado.

"Vamos cobrar para que o homem do campo seja valorizado no Paraná e para que todos os investimentos anunciados sejam aplicados devidamente, sob o risco de comprometermos nossa produtividade agrícola, tão importante para o Paraná".

O Requerimento de Informações foi protocolado esta semana e deve ser respondido com os esclarecimentos solicitados, pela presidência da Copel, dentro de 30 dias.

 TRANSPARÊNCIA
Cobrança do Deputado Requião Filho pela transparência dos gastos com salários nas estatais começa a dar resultado
(01/10/2019)
Em resposta a um Pedido de Providências protocolado pelo Deputado Requião Filho (MDB), o Ministério Público do Paraná confirmou nas últimas semanas a finalização das averiguações realizadas sobre a transparência na divulgação de salários dos funcionários das estatais paranaenses.

A partir desta cobrança, O MP-PR verificou que a UEGA e a COHAPAR, por exemplo, passaram a divulgar as remunerações, conforme prevê a Lei de Acesso a Informação. Já a Copel, recebeu Recomendação Administrativa pela Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público para que regularize suas publicações, em consonância com a Lei 13.303/2016. Diz ainda o documento que foi instaurado o Procedimento Administrativo nº 0046.19.126905-2.

Em março, o Deputado já havia questionado formalmente, via Lei de Acesso à Informação, a Copel e suas subsidiárias, a Cohapar, a Sanepar, a Compagás, e também os Conselhos destas estatais. Nem todas foram respondidas e houve até quem informasse que não poderia divulgar os salários pagos, nem detalhes sobre o quadro de funcionários.

“A transparência é a arma contra a corrupção. Estamos cobrando desde o início do mandato que se divulguem todas as despesas do Estado. Mas tivemos que pedir ajuda do Ministério Público para que isso se concretizasse, o que deveria ser uma obrigação do Estado. Não precisávamos ter passado por isso, a população tem direito a conhecer todos os gastos públicos, onde são aplicados os recursos dos impostos arrecadados", cobrou Requião Filho.

Nenhum comentário