[Fechar]

Últimas notícias

Sicredi Paranapanema PR/SP isenta associados de tarifa de cheque especial

Pensando na melhor solução para os associados, a isenção beneficiará mais de 40 mil pessoas na área de atuação da cooperativa

A nova resolução n.º 4.765 estabelecida pelo Banco Central, divulgada em novembro, limitou a cobrança de juros sob o cheque especial para 8% ao mês e permite que as instituições financeiras tarifem quem possui o produto superior a R$ 500 por mês, sendo cobrado 0,25% do valor excedente mesmo se o usuário não utilizar o limite no mês.

Diante deste cenário, prezando sempre pela estabilidade financeira, relacionamento e principalmente em contribuir com a melhoria na qualidade de vida dos associados, a Sicredi Paranapanema PR/SP isentou desde o dia 1º de janeiro de 2020, a tarifa de cheque especial dos seus mais de 40 mil associados.

Segundo o diretor de negócios da Sicredi Paranapanema PR/SP, Luis Cesar Beloto “Acreditamos que proporcionando melhores condições, estaremos atingindo nosso propósito que é oferecer soluções financeiras de qualidade a um preço justo, e, ao isentar esta tarifa, estaremos concedendo mais um benefício aos nossos associados “.

Para aproveitar esta e muitas outras vantagens que os associados do Sicredi possuem, acesse nosso site ou visite uma de nossas agências.


Sobre o Sicredi

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão do Sicredi valoriza a participação dos mais de 4 milhões de associados, os quais exercem papel de donos do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.700 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros (www.sicredi.com.br).


*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Nenhum comentário