[Fechar]

Últimas notícias

Mortes em SP crescem em ritmo cinco vezes maior após reabertura

Segundo o Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), o ritmo das mortes por Covid-19 no estado de São Paulo cresceu em um ritmo cinco vezes maior nas duas primeiras semanas do PlanoSP, de reabertura econômica em meio à epidemia.
De acordo com o levantamento, entre 13 e 23 de junho, a média móvel do total diário de mortes subiu 28% (de 217 para 277). Entre 2 e 12 do mesmo mês, essa média também registrou aumento, mas em uma taxa de 5,3%.
Na primeira semana de junho, foram contabilizadas 1.526 mortes. Na semana seguinte, houve uma oscilação para baixo (1.523). Mas, na terceira semana do mês, foram 1.913 registros.
Os quatro dias com mais mortes em São Paulo desde o início da epidemia foram na última quinzena: 365 óbitos no dia 16, 389 no dia 17, 386 no dia 19 e 434 no dia 23, diz o Seade.
Segundo o físico Domingos Alves, professor do Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, “essa nova subida está acontecendo por causa da flexibilização”.
“Esse crescimento não está computando os óbitos que vão ser atribuídos à abertura da cidade de São Paulo e da região metropolitana. Esse aumento é o aumento exacerbado que aconteceu a partir do começo da flexibilização lá em 1º de junho, no interior”, afirmou ao Estadão.

Nenhum comentário