[Fechar]

Advertisement

Últimas notícias

Acordo de obra em Arapongas abre espaço para Contorno Leste de Londrina


 O deputado estadual Tercilio Turini está pedindo apoio do Governo do Estado para incluir a construção do Contorno Leste de Londrina entre as obras previstas no Lote 3 das novas concessões de rodovias do Paraná. Como o Contorno de Arapongas vai sair das obrigações da futura concessionária, porque a Viapar está se comprometendo judicialmente a executá-lo mesmo depois do término dos atuais contratos, os recursos previstos anteriormente para esse empreendimento podem ser realocados para o Contorno Leste - defende o deputado.

O Ministério Público Federal está firmando acordo com a concessionária Viapar, que compromete-se judicialmente a construir o Contorno de Arapongas e outras obras mesmo após o encerramento das atuais concessões, no dia 27 de novembro deste ano. "Como o Contorno de Arapongas não estará mais entre as obrigações da nova concessionária, entendemos ser plenamente viável a indicação do Contorno Leste de Londrina no contrato do Lote 3", argumenta Tercilio Turini em requerimento enviado ao chefe da Casa Civil Guto Silva, secretário de Infraestrutura e Logística Sandro Alex e ao diretor-geral da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) Alexandre Porto Mendes de Sousa.


O Contorno Leste foi reivindicado oficialmente ao Ministério da Infraestrutura, que está finalizando em conjunto com o Governo do Estado as minutas do edital e dos contratos de concessão. O deputado e um grupo de entidades do setor produtivo londrinense protocolaram documentos solicitando a inclusão da obra. Em audiência pública, técnicos do Ministério confirmaram que o contorno foi analisado e considerado viável, mas alegaram não estar contemplado devido ao custo. 


A proposta é construir um ramal rodoviário com início na PR 445, nas imediações da unidade da cooperativa Cocamar, ligando até a BR 369 num ponto próximo ao Contorno de Ibiporã. O contorno vai retirar todo o tráfego pesado da área urbana e facilitar o deslocamento de quem viaja de Curitiba, Ponta Grossa, Porto de Paranaguá, Vale do Ivaí e região central do Paraná em direção a Ibiporã, Cornélio Procópio, Bandeirantes e a divisa com São Paulo. O mesmo acontece com quem trafega no sentido inverso, do Norte e Norte Pioneiro em direção ao Sul do estado. 


"É um empreendimento de grande relevância para a integração rodoviária e a abertura de novas áreas de expansão econômica. Por isso, precisa estar nas ações estratégicas dos governos federal e estadual. As concessões terão duração de 30 anos e se a obra não for incluída agora, o Norte do Paraná vai ficar mais três décadas sem o Contorno Leste", afirma o deputado. Ele salienta ainda que Londrina, o segundo maior município do Paraná, só tem uma grande obra no Programa de Exploração de Rodovias, que é o Contorno Norte. "Essa obra já deveria ter sido feita, a população pagou com as tarifas abusivas de pedágio", diz.


"Em reconhecimento à Região Metropolitana de Londrina e sua contribuição ao nosso estado, reivindicamos mais uma vez a construção do Contorno Leste. Com a iminente retirada do Contorno de Arapongas das novas concessões, uma decisão política do governo estadual ampliará as chances de inclusão do Contorno Leste no Lote 3. A oportunidade está criada e o momento não pode ser desperdiçado", declara Tercilio Turini.


FONTE - FOLHA DE LONDRINA

Nenhum comentário

UA-102978914-2