[Fechar]

Advertisement

Últimas notícias

Rapper é investigado por apologia ao crime após publicar vídeo com armas nas redes sociais, em Londrina, diz polícia


 

 

O rapper Emerson Carlos da Costa, conhecido como Mano Fler, está sendo investigado como suspeito de apologia ao crime após publicar um vídeo nas redes sociais segurando armas de fogo, em Londrina, no norte do Paraná, segundo a Polícia Civil.

 

Como parte da investigação, a Polícia Civil cumpriu dois mandados de busca e apreensão, nesta quarta-feira (20), na casa do suspeito e de um amigo, que é o proprietário das armas.

 

Com a abordagem, Costa foi flagrado com maconha. Por isso, foi levado à delegacia, onde assinou um registro de infração e foi liberado na sequência.

 

De acordo com a polícia, durante o cumprimento de mandados, foram apreendidas duas armas, quatro carregadores e mais de 50 munições na casa do amigo de Emerson, que mostrou a regularização do armamento.

 

As armas de fogo passarão por perícia para a investigação.

 

"O proprietário apresentou a documentação. Todavia, cabe ressaltar que os vídeos demonstram uma completa falta de responsabilidade e manuseio da arma de fogo, levando seus seguidores a imaginar que aquilo é um instrumento que possa ser usado como uma brincadeira", explicou o delegado Amarantino Ribeiro.

 

A Polícia Civil informou que investigação começou em agosto de 2021, depois da publicação do vídeo do investigado.

 

Nas imagens, Costa apareceu segurando duas armas e consumindo bebida alcoólica.

 

"Hoje eu só vivo da música só. É isso que eu tenho a dizer. A gente tem que achar uma maneira de chamar atenção para poder passar consciência e, muitas vezes, as pessoas interpretam da maneira errada, apologia ao crime, essas paradas, mas não tem nada a ver. O que a gente faz mesmo é mostrar a realidade. A gente trás histórias para as pessoas que escutam a gente", disse Costa.

 

O inquérito policial continua em andamento porque o Ministério Público do Paraná (MP-PR) apontou o caso como apologia ao crime e incentivo ao uso de drogas, segundo a Polícia Civil.

 

FONTE – G1 PR

Nenhum comentário

UA-102978914-2