Últimas notícias

Malucelli diz que permanência de Dagoberto ficou 'muito difícil'

Em dezembro, atacante havia dito que só ficaria no Londrina em 2019 se fosse montado time competitivo para a Série B

Que o atacante Dagoberto salvou o Londrina de cair para a Série C não há dúvidas. Ele foi o artilheiro da última Série B, com 17 gols em 19 jogos, e foi determinante para a arrancada do time, que estava nas últimas posições da tabela. Com ele em campo, faltou pouco para o time conseguir o acesso à elite do futebol brasileiro. Mas a situação dele no clube ainda está indefinida para esta temporada.

Em entrevista à rádio Paiquerê AM, o gestor do Londrina, Sérgio Malucelli, destacou que existem complicações na negociação com o atleta. "A situação do Dagoberto está muito complicada. Eu conversei com ele, tínhamos um negócio ano passado e ele quer se valorizar, acho que até um certo ponto tem razão. Mas ele tem que ver que, ao mesmo tempo que nos levou ao céu, nos levou ao inferno. Tem que pesar tudo isso, quantas partidas ele jogou no campeonato", afirmou Malucelli à rádio.

O "inferno" mencionado pelo gestor aconteceu no jogo contra o Oeste pela 36ª rodada, fora de casa, quando Dagoberto desperdiçou duas cobranças de pênaltis seguidas (o árbitro mandou voltar a primeira batida), no final do segundo tempo. O placar terminou empatado em 0 a 0. A vitória manteria vivas as esperanças do time de subir para a Série A. Na rodada seguinte, o LEC perdeu em casa para o CRB e deu adeus definitivamente às chances de acesso.

O gestor disse à rádio que tentou manter Dagol no clube. "Foi um jogador muito importante para nós, valorizamos dentro das nossas possibilidades, mas ele não concordou e não gostou. Então eu acho que vai ser muito difícil fazer um acerto com ele", afirmou. Dagoberto não tem contrato com o Londrina e já recebeu propostas de diversos times do Brasil, mas disse que não abriu negociação em nenhuma oportunidade e esperaria a posição da diretoria londrinense.

Em dezembro, o camisa 10 havia manifestado desejo de permanecer na cidade. No entanto, uma das reivindicações do jogador para continuar no elenco seria um time competitivo para a Série B.

Reapresentação

O elenco profissional do Londrina se reapresentou na quinta-feira (3) no Centro de Treinamentos da SM Sports para o início da pré-temporada. Com o calor extenuante, o elenco foi bastante exigido pela comissão técnica para entrar em ritmo de competição para a disputa do Campeonato Paranaense.

O técnico Alemão reuniu o grupo e teve uma conversa com os jogadores para nortear esse início de trabalho. Foram realizados exercícios físicos na academia e o grupo também executou as primeiras movimentações no campo. Os goleiros fizeram treinos específicos.

O meia Marcinho, que atuou na temporada passada pelo Oeste, retorna ao time alviceleste motivado. "A torcida do Londrina pode esperar um Marcinho mais experiente, mais rodado", declarou. Ele disputará o quinto Campeonato Paranaense e o terceiro Brasileiro da carreira. "O Campeonato Paranaense eu já conheço. Pode esperar que serei um jogador diferente, que vai ajudar muito a equipe e o clube e vai dar muita alegria para a torcida do Londrina", garantiu.

"Sempre é bom voltar ao Londrina, onde cresci e onde aprendi a jogar futebol. Estou feliz demais e espero ajudar a equipe da melhor maneira possível e dar uma alegria para a torcida desta cidade. O Londrina que me formou como atleta e ser humano, como jogador profissional. Vou sempre honrar esta camisa da melhor maneira possível", afirmou. "O torcedor pode esperar uma equipe guerreira, que não vai desistir, como vem sendo o Londrina nos últimos anos. E vamos em busca desse título no início da temporada."

Com a política do LEC de disputar o Estadual com um time cheio de garotos, Marcinho se tornou um dos jogadores com mais bagagem do grupo e tentará passar um pouco da sua experiência aos mais jovens. "São todos jogadores de qualidade, senão não teriam subido para o profissional. É um obstáculo diferente, ainda mais para eles que estão subindo agora. É um campeonato novo para eles. Vamos ajudá-los da melhor forma possível e fazer uma equipe forte", disse o meia.

Questionado sobre o primeiro dia de treino, ele enfatizou que o grupo foi exigido desde o primeiro dia. "Hoje (quinta-feira), o trabalho já foi bastante intenso. O sol estava muito quente, mas é isso aí. Na pré-temporada a gente tem que se preparar muito bem para que 2019 seja um ano de muitas conquistas e vitórias para o Londrina", prometeu.

O volante Romulo é outro jogador que retorna ao LEC. Na temporada passada, esteve no Atlético-GO. "Fico muito feliz em voltar ao Londrina. É um clube pelo qual eu tenho muito carinho, que me formou. Sou muito agradecido ao time. Estou muito motivado com todo o elenco que se apresentou agora", declarou o volante, que se disse mais maduro após a experiência no Atlético-GO. "Estou com uma cabeça melhor. Posso ajudar os garotos que estão subindo com um pouco da experiência que tive. Claro que tenho muito ainda a aprender e a desenvolver, mas o pouco que tenho de experiência posso passar aos garotos e ajudá-los. Claro que tem que ter muita responsabilidade para jogar no profissional. A torcida é muito exigente. Mas o conselho que dou é que aproveitem ao máximo e desfrutem o momento. Que eles joguem leves e alegres para fazer o melhor dentro de campo."

Além dos ensaios físicos, técnicos e táticos, o Tubarão terá dois jogos-treinos antes da estreia no Paranaense. O primeiro deles está previsto para terça-feira (8), às 16 horas, no estádio do Café, contra o Clube Atlético Cambé, que se prepara para a disputa da Terceira Divisão estadual.

No sábado seguinte (12), o LEC vai ao interior de São Paulo para um jogo-treino contra o Novorizontino, atual time do técnico Roberto Fonseca e de vários jogadores que compuseram o elenco alviceleste em 2018. O trabalho tem início às 10 horas no estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte, a 408 km da capital paulista e 395 km de Londrina.

O Alviceleste estreia no Paranaense de 2019 no dia 20, contra o Cianorte, no estádio Albino Turbay, no Noroeste. Já o primeiro jogo em casa na temporada será diante do FC Cascavel, dia 27, no estádio do Café. Em fevereiro, o Londrina estreia na Copa do Brasil. O desafio na primeira fase será contra o Americano-RJ. O Campeonato Brasileiro da Série B começa em 27 de abril.

Copinha

A equipe sub-19 do Londrina estreou quinta-feira na Copa São Paulo de Futebol Júnior com empate em 1 a 1 com o Confiança-SE. A partida, válida pela primeira rodada do grupo 24, foi realizada no estádio municipal José Sidney da Cunha, em Capão Bonito, no interior paulista.


Vítor Ogawa
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA

Nenhum comentário