Últimas notícias

ROMANELLI DESTACA EDIÇÃO ESPECIAL DA REVISTA DA UENP

“Universidade assumiu protagonismo”
O deputado Luiz Cláudio Romanelli (PSB) recebeu a edição especial da Revista da UENP (Universidade Estadual do Norte do Paraná) e destacou a importância da publicação na divulgação da produção acadêmica paranaense. “É muito importante que toda a produção, o que inclui pesquisas, programas e projetos de extensão sejam amplamente divulgadas, destacando o papel da UENP no desenvolvimento da mesorregião do Norte Pioneiro e do Paraná”, disse.
Na edição de 74 páginas, o parlamentar gostou da matéria de abertura da revista que em 16 páginas traz a linha do histórico da universidade até a sua criação em setembro de 2006. “Desde a criação das três primeiras faculdades no campus de Jacarezinho até a criação da UENP em 2006 foi uma trajetória de muita luta, a qual teve a minha pequena contribuição”, disse.
“Como a própria revista diz: em pouco mais de uma década, a UENP com campi em JacarezinhoBandeirantesCornélio Procópio e polos em Assaí, CongonhinhasSiqueira Campos, Ibaiti, Jaguariaíva e Cândido de Abreu, assumiu um protagonismo destacado por pesquisadores, e o impacto de sua inserção já pode ser verificada de diversas formas como na ampliação do capital humano e no fomento à atividade econômica e à geração de renda na sua região de abrangência”, completa Romanelli.
A UENP é uma comunidade de 7 mil pessoas, desses são 400 professores e 150 agentes, mas o impacto direto e indireto das ações em ensino, pesquisa e extensão passa de 150 mil pessoas
50 anos – A reitora Fátima Padoan (foto abaixo com o deputado) detalha que a instituição oferece 27 cursos de graduação presencial , seis cursos de pós-graduação (cinco mestrados e um doutorado), duas residências (em medicina veterinária e fisioterapia) e três cursos pós-graduação na modalidade de educação a distância, além de duas graduações EaD. “Somos uma comunidade de 7 mil pessoas, desses são 400 professores e 150 agentes universitários. Entretanto, o impacto direto e indireto de nossas ações em ensino, pesquisa e extensão é muito maior, ultrapassando a casa de 150 mil pessoas”.

A revista, diz a reitora, mostra que a universidade desempenha um trabalho de grande impacto social, econômico e político em sua região de atuação. “Além disso, estamos em pleno contato com a comunidade, por meio de tripé ensino-pesquisa-extensão”.
“Desde 2006, a UENP é uma instituição pública que tem crescido de maneira constante, assumindo um papel cada vez mais importante dentro da educação superior no Paraná. Porém, nosso história é bem mais antiga: somos fruto da união de diversas faculdades com mais de 50 anos nos três municípios que hoje sediam os nossos campi”, completou Fátima Padoan.

FONTE - NP DIARIO

Nenhum comentário