Últimas notícias

“Não baixou e não acabou". Requião Filho relembra esforços contra o pedágio enterrados pelo Governo Beto Richa e seu sucessor.

FOTO: DÁLIE FELBERG / ALEP
O Deputado Estadual Requião Filho (MDB) usou o horário da liderança da oposição na tarde desta quarta-feira para criticar o anúncio do Governo Estadual, que pretende entregar as rodovias estaduais ao Governo Federal para serem pedagiadas nos próximos anos.

"É um problema que nos aflige e nós conhecemos muito bem. Estaremos criando novos trechos de pedágio no Paraná. Essa foi a magnífica solução do atual governo, de terceirizar novamente a responsabilidade e fazer mais pedágios. Não está correto isso! O Estado tem o dever de investir em infraestrutura, manter o Custo-Paraná baixo para nossos produtores garantirem que nossa safra seja escoada com a menor despesa possível. Criar mais trechos pedagiados não promove isso. Estamos cansados", desabafou.

Abaixa ou acaba

Requião Filho relembrou os esforços do Governo Requião, que protocolou na época mais de quarenta ações contra o pedágio e que foram extintas pelo Governo Beto Richa. A fala recebeu endosso do deputado Hussei Bakri, que pediu para se manifestar durante o discurso, ressaltando as lutas do ex-governador Requião para acabar com o pedágio.

"Não foi culpa dele. Reconhecemos que fez o papel dele, mas precisamos ressaltar que durante a última campanha, o Requião afirmou que a saída seria fazer um pedágio estatal com uma tarifa baixa para fazer a manutenção das estradas", relembrou Bakri.

"Pedágio estatal não visa lucro", respondeu Requião Filho, destacando que as obras não feitas pelas pedageiras até hoje continuarão ausentes. "Não tem como cobrar. Esse acordo de leniência que as atuais concessionárias participaram, abaixam o pedágio agora, mas não terminam as obras que deveriam ter sido feitas. E isso também não as impede de participarem das novas licitações. Nós temos que resolver isso! O que é do Paraná é dos paranaenses, e deve ficar conosco esse problema e essa decisão do que precisa ser feito. Conto com vocês para enfrentarmos o pedágio com transparência e combatendo a corrupção", concluiu o vice-líder da oposição.

O Deputado Arilson Chiorato também apoiou a fala de Requião Filho e completou que jogar as concessões para a bolsa de valores não será uma garantia de tarifas baixas.

"Primeiro precisamos resolver o atual pedágio. O povo está sofrendo. É só ver o que aconteceu na Sanepar. O que nós precisamos saber é como será a atuação do atual governo sobre os atuais contratos de pedágio", questionou.

Assista na íntegra: https://youtu.be/sTlRpfr-PY8

Nenhum comentário