Últimas notícias

Romanelli participa do encontro nacional do PSB em Brasília

O deputado Romanelli (PSB) participa nesta sexta-feira, 30, e sábado, 31, da reunião do diretório nacional do PSB em Brasília. O encontro, convocado pelo presidente da sigla, Carlos Siqueira, vai discutir e deliberar sobre a conferência nacional que vai tratar da autorreforma do partido. "O PSB estará preparado às eleições municipais de 2020 que serão fundamentais e importantes ao País. Serão eleitos novos prefeitos e vereadores em tempos de governos mais transparentes, do uso racional dos recursos nas despesas da máquina pública, e sem deixar de prestar os serviços públicos básicos com a qualidade que a população espera", disse.

Romanelli afirma ainda que a eleição de 2020 norteará a conjuntura política para 2022. "O partido deve se fortalecer a partir das eleições municipais - as quais no Paraná, vamos participar com candidatos a prefeito, vice-prefeito e chapa de vereadores na maioria das 399 cidades - e com isso se tornar protagonista na disputa em 2022 dos governos estaduais, assembleias, Câmara dos Deputados, Senado e presidência da República".

"O PSB tem essa importante tarefa, tem que estar atento às novas tecnologias de comunicação com a população, sem perder a identidade e propostas históricas já consolidadas e defendidas pelo partido no curso da sua existência", completa Romamelli.

No Paraná, o PSB tem uma bancada de sete deputados, dois federais (Luciano Ducci e Aliel Machado) e cinco estaduais (Alexandre Curi, Artagão Junior, Jonas Guimarães, Romanelli e Tiago Amaral). São ainda 17 prefeitos, 15 vices-prefeitos e 183 vereadores. A intenção do partido é disputar as eleições com candidatos nas 50 maiores cidades do estado e nas cidades da região metropolitana de Curitiba, incluindo a capital.     

Previdência - Ainda na  pauta da reunião nacional, o julgamento dos processos disciplinares aos 10 deputados federais que votaram contra o fechamento de questão do partido na proposta de reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. "O partido se colocou e votou contra a proposta votada porque ela penaliza os trabalhadores, aposentados e os mais pobres", disse Romanelli.

O deputado disse ainda que a maioria dos brasileiros também rejeita a proposta aprovada na Câmara dos Deputados e que recente pesquisa MDA/CNT, divulgada nessa semana, aponta esse quadro. "Mais de 52% dos brasileiros são contra a proposta e favor são 36,6%. Tem mais dados: 45,4% acreditam que a reforma vai beneficiar os mais ricos e apenas 6% afirma que beneficiária os mais pobres", citou Romanelli.

Segundo ainda Romanelli, 74,3% dos brasileiros afirmam que não têm condições de poupar algum dinheiro ou têm renda complementar para uso após aposentadoria e 60,7% não acreditam que a reforma seja positiva à sua aposentadoria. "É a opinião da maioria dos brasileiros e o PSB está afinado com essa avaliação", completou o deputado.

A pesquisa MDA/CNT entrevistou 2.020 pessoas entre os dias 22 e 25 de agosto em 137 cidades de 25 estados. A margem de erro é de 2,2% e o grau de confiança, de 95%.

Serviço
Reunião do Diretório Nacional do PSB
Data: 30 e 31 de agosto
Horário:  8h30
Local: Hotel Nacional -  Salão Vermelho B
Endereço: SHS Quadra 1 - Bloco A - Asa Sul
Cidade: Brasília-DF

Nenhum comentário