Últimas notícias

Econorte ganha liminar e quer impedir manifesto contra pedágio

A Justiça de Ibiporã determinou uma multa de R$ 1000 por dia aos Deputados Boca Aberta e Boca Aberta Júnior (PROS) caso as manifestações na praça de pedágio de Jataizinho incentivadas por eles sejam violentas ou liberem cancelas.
A multa também deverá ser aplicada a outras pessoas que não obedecerem à determinação de protesto pacífico. De acordo com decisão da juíza Kléia Bortolotti, da Vara Cível do Foro Regional de Ibiporã, o pedido de liminar da Econorte, concessionária que administra o trecho da BR-369 em que está situado o pedágio em questão, foi concedido “com o intuito de eliminar a turbação e/ou o esbulho na posse, prevenir danos às pessoas presentes no local, bem como a prática de atos ilícitos”.
O aumento para R$ 23,70 na tarifa para carros de passeio revoltou usuários – vale lembrar que o trecho não é duplicado. Prefeitos da região e o próprio deputado Boca Aberta têm se reunido para tentar construir uma estrada alternativa. Uma nova manifestação está sendo organizada para as 21h de sábado (19) no quilômetro 126 da BR-369, em Jataizinho, e deve contar com a presença do parlamentar, que contesta a versão da concessionária. “Minhas manifestações sempre foram pacíficas – quando chegamos lá no último manifesto as cancelas já estavam abertas por determinação da gerência regional da própria Econorte; essa decisão da juíza de Ibiporã está nominal a mim e ao meu filho, mas ele estava em Curitiba no dia da segunda manifestação: a Econorte está passando informações mentirosas e induzindo a própria justiça ao erro”, afirmou o deputado federal. Ele ainda ressaltou que trata-se de um movimento ordeiro e popular. “Da última vez participaram mais de 7 mil pessoas. Nossas manifestações sempre foram e sempre serão dentro da ética e da lei”. Fonte TV Tarobá.
FÁBIO CAMPANA

Nenhum comentário