[Fechar]

Últimas notícias

Vereador de Ivaí cassado, acusado de matar empresário a facadas, é preso em SC, diz polícia


O vereador cassado de Ivaí, na região dos Campos Gerais do Paraná, Luisir Lobacz foi preso na tarde desta sexta-feira (8) em Canoinhas, no interior de Santa Catarina, segundo a Polícia Civil. Ele é acusado de ter matado um empresário a facadas, no fim de janeiro.

O empresário Everaldo Manfron foi agredido pelo então vereador dentro de um supermercado de Ivaí e morreu em um hospital de Ponta Grossa, também nos Campos Gerais, de acordo com a polícia.

Segundo a Polícia Civil, Lobacz estava em uma kitnet junto com a esposa em Santa Catarina. A prisão aconteceu após uma ação conjunta de policiais civis do Paraná e de Santa Catarina.

O delegado que acompanha o caso, Luis Gustavo Timossi, disse que a polícia recebeu uma informação, na quinta-feira (7), de que o acusado estaria em Santa Catarina.

"Desde que aconteceu o crime continuamos investigando. Fizemos diversas diligências, inclusive em mais de um estado da federação, visando cumprir o mandado de prisão contra o Luisir", disse.

Após a prisão, Lobacz foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Canoinhas. A Polícia Civil informou que o acusado será ouvido ainda na noite desta sexta-feira, em Ponta Grossa.

O vereador cassado era considerado foragido desde o fim de janeiro, quando a Justiça expediu um mandado de prisão.
A defesa de Luisir Lobacz disse que, por enquanto, aguarda a remoção do vereador cassado para o Paraná.
O caso

Familiares de Everaldo Manfron disseram que o empresário e o então vereador tiveram um desentendimento algumas horas antes do crime.
A agressão foi registrada por uma câmera de segurança. Nas imagens o acusado aparece chegando ao supermercado e agredindo o empresário.

Manfron foi atingido com golpes de faca no tórax e nos braços. Ele chegou a ser socorrido e levado para um hospital de Ivaí. Com o agravamento do quadro, o empresário foi transferido para um hospital de Ponta Grossa.

Manfron chegou a passar por uma cirurgia e levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
De acordo com a Polícia Civil, o crime pode ter sido motivado por um barulho em um bar, onde estava o acusado no dia do crime, ou por uma dívida antiga que o então vereador tinha com o empresário.

A polícia indiciou Lobacz por homicídio duplamente qualificado e receptação. A Justiça aceitou denúncia do Ministério Público do Paraná contra o vereador cassado no final de março.

Após o crime, Lobacz chegou a renunciar ao cargo de vereador. Mesmo assim, o acusado teve o mandato cassado pela Câmara de Ivaí na segunda-feira (5).

FONTE – G1 PR


Nenhum comentário