[Fechar]

Últimas notícias

Curitiba prorroga suspensão de aulas presenciais até 31 de agosto

A Prefeitura de Curitiba prorrogou mais uma vez a suspensão das aulas presenciais na rede municipal de educação por conta da pandemia de coronavírus. Desta vez, a suspensão vai até o dia 31 de agosto e o novo prazo foi publicado em edital na última sexta-feira (24). No decreto anterior, a suspensão de aulas presenciais iria até o dia 2 de agosto.
As aulas estão suspensas para os cerca de 140 mil alunos  desde o dia 23 de março.  A medida vale para escolas, Centros Municipais de Atendimento Educacional Especializado e Centros de Educação Infantil. As informações são do Bem Paraná.
Enquanto isso, setor privado pressiona
O Sinepe/PR segue em contato direto com os órgãos oficiais do Paraná para promover uma integração de medidas e debate junto ao setor. Nesta segunda-feira (27), um ofício foi protocolado a prefeitos e secretários de saúde de 46 municípios do estado, incluindo Curitiba, solicitando o retorno gradual da Educação Infantil, uma das mais afetadas durante os quatro meses de quarentena. Pesquisa feita pela Associação das Escolas Particulares da Educação Infantil (Assepei) revela que 40% das matrículas em Curitiba já foram canceladas durante a pandemia de Covid-19.
Boletim atualizado
Curitiba confirmou nesta segunda (27) mais  295 casos e 15 mortes por Covid-19. As novas vítimas tinham idade entre 41 a 98 anos, seis eram mulheres e nove eram homens. Dos novos óbitos 12 ocorreram nas últimas 48 horas e os outros três aconteceram entre os dias 14 e 25 de julho. Todos os pacientes tiveram atendimento médico e 14 estavam internados em hospitais públicos e privados. Outra vítima fatal, uma mulher de 98 anos, estava em cuidados paliativos.  A capital agora soma 17.328 casos confirmados e 480 óbitos. Segundo informações da infectologista Marion Burger, repassadas durante live da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), quatro das 15 mortes foram de pessoas com menos de 60 anos e dois deles ainda sem comorbidades. “Foram 12 mortes nas últimas 48 horas,  e outros três do dia 14 ao dia 25. Eram nove homens e seis mulheres, muitos deles internados até um mês”, afirmou ela.
FONTE - FÁBIO CAMPANA

Nenhum comentário