[Fechar]

Últimas notícias

Guaratuba abre parte de comércio, mas mantém veto às praias e calçadão nos feriados e finais de semana

A prefeitura de Guaratuba, o litoral do Paraná, adotou novas medidas para a retomada da economia local com a flexibilização da abertura de parte do comércio.  No entanto, a proibição de acesso ao calçadão, a faixa de areia e a água seguem em vigor nos feriados de finais de semana. No mesmo comunicado, a prefeitura informou que vai intensificar a fiscalização neste final de semana e no feriado de Sete de Setembro, segunda-feira para evitar aglomerações e a proliferação do coronavírus no município.
A medida é clara: o acesso a praias e calçadões continua proibido após as 18h de sexta-feira, aos sábados, domingos e feriados. A desobediência pode gerar multa de R$ 500,00. Equipes da Prefeitura vão percorrer a orla para orientar as pessoas e fazer cumprir a proibição e haverá blitz sanitárias em diversas partes da cidade. As ações vão contar com apoio da Polícia Militar. As informações são do Bem Paraná.
A Secretaria Municipal de Segurança Pública solicitou reforço no policiamento ao Comando Geral da Polícia Militar do Paraná e recebeu a confirmação de que contará com a seguinte estrutura:
Viaturas do Bope e Rotam – Auxiliarão o patrulhamento das 20h até as 3h;
Equipe Aifu – Farão fiscalizações nos comércios em apoio à Vigilância Sanitária;
Equipe Patrulha do Sossego – Farão fiscalizações e atendimentos à Secretaria Municipal de Segurança Pública e ao 190, das 20h até as 4h;
Equipes Contramotran – com viaturas e motocicletas que farão a fiscalização de trânsito em diversos pontos da cidade, além de apoio as demais equipes;
Equipe Canil – Fiscalizações ao combate do tráfico de drogas;
Além destas equipes especializadas, a PM dará suporte às Prefeitura na fiscalização da orla.
O Litoral ainda é a região do Estado do Paraná com maior incidência de casos, proporcionalmente ao número de habitantes e a segunda em coeficiente de mortalidade, só atrás da vizinha Região Metropolitana de Curitiba (RMC), de onde vêm a maioria dos visitantes.
FÁBIO CAMPANA

Nenhum comentário