[Fechar]

Advertisement

Últimas notícias

Disputa por presidência da Câmara de Jataizinho vai parar na Justiça


 Polêmica é uma palavra quase onipresente na Câmara Municipal de Jataizinho (Região Metropolitana de Londrina), seja qual legislatura for. A mais recente foi a destituição do vereador Uines Santos (Podemos) da presidência. Na última sessão, realizada na segunda-feira (8), a retirada do cargo foi aprovada por 6 votos a 2. "À noite estarei aqui sentado na cadeira de presidente. Se forem me tirar, vai ter que ser na porrada", disse o parlamentar durante a transmissão ao vivo do encontro. 


No mesmo dia, só que um pouco mais tarde, às 19h, o Legislativo elegeu uma nova Mesa Executiva. Bruno Barbosa (Cidadania) foi escolhido como presidente, com Vânia Patrícia (Cidadania) como primeira secretária e Cícero Aparecido Guimarães, o Gordo (PDT), na função de segundo secretário. A sessão foi tumultuada, com a presença de apoiadores de Uines protestando contra a decisão. 


As brigas internas começaram em agosto, quando a antiga composição da Mesa havia apresentado o pedido de destituição. Segundo o documento, Uines estaria "realizando atos que são próprios do Poder Executivo", como convocar audiências públicas com os moradores do bairro Água das Flores para discutir melhorias na estrada. 


De acordo com os opositores, as audiências "foram um show de exibicionismo para causar tumulto e perturbar o andamento da administração pública". Além disso, os vereadores que solicitaram a destituição alegaram que "a ingerência foi tão constante que o presidente da Câmara quer impor a sua vontade pessoal e não do Poder Legislativo". Eles concluíram que houve quebra de decoro parlamentar. 


Em entrevista à FOLHA, Uines explicou que o processo está recheado de mentiras. "Não fiz nada de errado. Cumpri apenas o meu papel. Fui chamado pela população e corri atrás da reivindicação, somente isso. Eu posso fazer audiência pública enquanto vereador. Eles não citaram o Regimento Interno e nem o Código de Ética pra embasar a minha destituição", argumentou. 


O parlamentar confirmou que já acionou a Justiça para retornar à presidência da Câmara. A reportagem tentou falar com o atual presidente, Bruno Barbosa, mas ele não atendeu as ligações. 


FONTE - Rafael Machado - Grupo Folha - FOLHA DE LONDRINA

Nenhum comentário

UA-102978914-2