[Fechar]

Últimas notícias

TRE confirma substitutos para vagas perdidas pelo PSL após cassações


 Cumprindo decisão da última quinta-feira (28) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) homologou nesta sexta-feira (29) o novo resultado da votação para deputado estadual nas eleições de 2018. Anulando os 427 mil votos recebidos por Fernando Francischini (PSL), cassado por abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação, a recontagem do TRE-PR confirma a perda de mandato, também, dos deputados Do Carmo (PSL), Emerson Bacil (PSL) e Cassiano Caron (PSL).  O partido detinha maior bancada na AL, com oito cadeiras, e teve o número reduzido à bancada.  

 

TRE confirma substitutos para vagas perdidas pelo PSL após cassações
Dálie Felberg/Alep
 




Para as vagas, foram considerados eleitos Nereu Moura (MDB), Elio Rusch (DEM), Adelino Ribeiro (PSC) e Pedro Paulo Bazana (PV). 


Apesar de estar no PSC, Adelino Ribeiro foi eleito pelo PRP (partido que foi incorporado pelo Patriota) em coligação com o PRTB. Secretário de Obras da Prefeitura Municipal de Cascavel (Oeste), o deputado volta à Assembleia depois de ter exercido dois mandatos (2011 a 2019) - ele não conseguiu a reeleição em 2018, apesar de ter recebido 37,8 mil votos (por conta da votação de Francischini, Subtenente Everton – PSL – foi eleito com 13 mil votos). 


Atual corregedor da Assembleia Legislativa, Elio Rusch exerceu sete mandatos consecutivos na Assembleia. Como primeiro suplente da coligação PP/PTB/DEM/PSDB/PSB, o “novo” deputado ocupou uma cadeira na Assembleia em duas ocasiões na atual legislatura, substituindo, por dois períodos de seis meses, a deputada Maria Victoria (PP), durante suas licenças maternidades. Rusch, agora, é deputado eleito com 32 mil votos. 


Também com sete mandatos no currículo, Nereu Moura (MDB) volta à Assembleia para compor uma bancada rachada: os dois deputados do MDB, Anibelli Neto e Requião Filho, estão rompidos desde a convenção estadual do partido, em que Anibelli derrotou Roberto Requião, e, hoje, votam de forma diferente na Assembleia. Moura recebeu 35,4 mil votos em 2018. 


Único estreante entre os novos deputados, Pedro Paulo Bazana é, agora, o deputado eleito com a menor votação em 2018 (21,1 mil votos). Ex-vice-prefeito de Arapongas (Região Metropolitana de Londrina), Bazana disputou a prefeitura do município no ano passado, mas acabou no modesto 5º lugar, com pouco mais de 3 mil votos. 


Com a homologação do novo resultado pelo TRE, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Paraná deverá ser notificada da decisão da Justiça Eleitoral e convocar os novos deputados para tomarem posse na próxima semana.


FOLHA DE LONDRINA - Francielly Azevedo - Especial para a FOLHA

Nenhum comentário

UA-102978914-2