[Fechar]

Advertisement

Últimas notícias

Polícia Federal apreende drogas escondida em usina de asfalto


 A PF (Polícia Federal) apreendeu na manhã de sábado (11) 481 kg de cocaína em Paranaguá, litoral do Estado. O material estava escondido em uma usina de asfalto que estava no pátio de uma empresa exportadora de cargas. A PF investiga se as drogas foram colocadas clandestinamente por criminosos. Os tabletes de cocaína estavam acondicionados em 22 bolsas e a suspeita é a de que o material seria encaminhado para a Argélia. No  TCP (Terminal de Contêineres do Porto de Paranaguá) existem 400 câmeras, cujas imagens devem ser analisadas para verificar a movimentação.  A PF já instaurou inquérito policial com o objetivo de investigar os responsáveis pela droga. Os entorpecentes apreendidos e as imagens em vídeo das câmeras serão anexadas ao inquérito que será investigado pela PF. 

 

 Os tabletes de cocaína estavam acondicionados em 22 bolsas e a suspeita é a de que o material seria encaminhado para a Argélia.
Os tabletes de cocaína estavam acondicionados em 22 bolsas e a suspeita é a de que o material seria encaminhado para a Argélia. | Divulgação/Polícia Federal
 


A droga foi levada para a delegacia da Polícia Federal de Paranaguá. O caso é investigado. Trata-se da maior carga apreendida neste ano no terminal paranaense. O Ministro da Justiça, Anderson Torres, comemorou pelas redes sociais.  "Menos meia tonelada de cocaína nas mãos do crime organizado! Parabéns à Polícia Federal, que apreendeu ontem (11), no porto de Paranaguá (PR), mais de 480 kg da droga. A carga escondida em uma usina móvel de asfalto iria para a África. Sem trégua para o crime", publicou. 


FOLHA DE LONDRINA - Vitor Ogawa - Grupo Folha


O maior volume antes disso tinha sido no dia 28 de agosto, quando uma carga de 333 kg de cocaína foi localizada pelos policiais no TCP. Na época a droga também estava acondicionada em tabletes e parte do produto foi encontrada do lado de fora de um contêiner por funcionários do TCP. A outra parte do material ilícito foi encontrado por servidores do Porto e pelos policiais no interior do contêiner. A droga tinha como destino o Porto de Rotterdam, na Holanda. Até então havia ocorrido cinco apreensões de cocaína promovida pela Polícia Federal no Porto de Paranaguá em 2021 e até aquele mês mais de uma tonelada de drogas apreendidas tinham sido contabilizadas ao longo do período.

 

Os tabletes de cocaína estavam acondicionados em 22 bolsas e a suspeita é a de que o material seria encaminhado para a Argélia.
Os tabletes de cocaína estavam acondicionados em 22 bolsas e a suspeita é a de que o material seria encaminhado para a Argélia. | Divulgação/Polícia Federal
 


A apreensão de drogas escondidas em máquinas não é tão usual, já que os traficantes optam mais pelo uso de contêineres. Em abril deste ano o delegado da Receita Federal Luciano Andrioli afirmou à Folha de Londrina que há traficantes que depositam em média de oito a dez bolsas dentro de contêineres, dependendo do espaço disponível. Segundo o modo de agir dos bandidos, eles rompem o lacre original da própria empresa armadora e o substituem por um lacre clonado. Esse lacre é uma exigência aduaneira de muitos países e também da seguradora. Mas os traficantes adotam esse artifício de falsificação dos lacres para que no meio do caminho possam abrir e retirar a droga. 

Nenhum comentário

UA-102978914-2