Últimas notícias

JULGAMENTO NESTA QUINTA,31, DEFINE ADVERSÁRIO DO LONDRINA NAS QUARTAS DE FINAL

Suspense sobre adversário do LEC nas quartas de final termina hoje com julgamento no STJD; indefinição entre Foz e Atlético atrapalha preparação

Marcos Zanutto
Marcelo, goleiro menos vazado do campeonato, afirma que time está concentrado para fazer um bom jogo no domingo, independente do resultado do julgamento

O Londrina conhece nesta quinta-feira o seu adversário nas quartas de final do Campeonato Paranaense. O julgamento no Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a partir das 10h30, definirá se o clube irá ou não recuperar os seis pontos perdidos pela escalação irregular do capitão Germano.
O LEC apelou para a última instância após ser condenado na 3ª Comissão Disciplinar e no Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) por ter escalado o volante na primeira rodada do Estadual. Germano havia sido punido com um jogo de suspensão na última partida do Paranaense de 2015. Se recuperar os pontos, o LEC enfrentará o Foz do Iguaçu, com o jogo decisivo no VGD. Em caso de nova derrota nos tribunais, o adversário será o Atlético, que terá a vantagem de decidir a vaga na Arena da Baixada.
A indefinição em relação ao adversário tem prejudicado a preparação da equipe dentro de campo. Os jogadores admitem que a situação inusitada vai exigir uma superação ainda maior do time. "Dificulta sim um pouco, mas nós teremos a sexta e o sábado para trabalhar e analisar os pontos fortes e os fracos do adversário", revelou o meia Rafael Gava. "Eu prefiro pegar o Foz do Iguaçu porque seríamos o primeiro colocado e decidiríamos os confrontos em casa", acrescentou.
Equipe do técnico Claudio Tencati se prepara para o mata-mata do Campeonato Paranaense

O goleiro Marcelo elogiou os dois possíveis adversários e afirmou que o mais importante é o grupo não perder a concentração para o início do mata-mata. "Independentemente de quem vier, temos que nos concentrar nos treinos e, no domingo, mostrar o nosso futebol para buscarmos um resultado positivo", frisou o goleiro menos vazado do campeonato.
"Começamos a semana pensando nos dois times. É a primeira vez que vivo essa situação, mas não importa. Temos que focar para atingir o nosso objetivo nesta primeira partida", ressaltou o lateral Paulinho.
O advogado do Londrina, Domingos Moro, pediu preferência ao STJD para que o recurso do clube esteja entre os primeiros a serem julgados, já que a Federação Paranaense depende do julgamento para homologar o início da segunda fase no fim de semana. Somente na sessão desta quinta-feira o Pleno do STJD vai analisar 18 processos.
"O que tinha que ser feito foi feito. Estou mais tranquilo porque o Londrina já está classificado e reconheço que mudar a ordem de quatro jogos é muita coisa e isso pode pesar contra o Londrina", admitiu Moro.
A principal linha de defesa continua sendo a comunicação equivocada por parte da secretaria do TJD em relação à punição. "O e-mail pelo qual o clube foi informado não é o usual e credenciado junto ao Tribunal. E sim um institucional mais utilizado para registros de jogadores. E este erro foi reconhecido pelo TJD e está nos autos do processo", apontou o advogado. O relator do recurso alviceleste é o auditor do Rio Grande do Sul, Décio Neuhaus.

LIGA
Uma reunião na noite da última terça-feira, em Curitiba, começou a discutir a formação da Liga Paranaense de Clubes. O movimento é encabeçado pela dupla Atletiba. Equipes das três divisões do futebol estadual participaram do encontro. O Londrina foi convidado, mas se recusou a comparecer. Os clubes vão discutir juridicamente a legalidade da criação da Liga e novas reuniões serão agendadas para efetivar a criação da nova associação.

Lucio Flávio Cruz
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA