Balsa volta a operar no Rio das Cinzas




Carlos Almeida/Divulgação
Depois das mudanças no leito do rio Cinzas a balsa finalmente voltou a funcionar com regularidade

Itambaracá – A balsa instalada no Rio das Cinzas, entre Itambaracá e Bandeirantes, voltou a fazer a travessia de veículos que trafegam pela PR-436.
O serviço, oferecido pelo Departamento de Estradas e Rodagens (DER-PR) está atendendo cerca de 40 mil pessoas que residem em Bandeirantes e Itambaracá e motoristas do Sul do Estado de São Paulo. De acordo com o diretor geral do DER, Nelson Leal, a embarcação ficará no local até o término da construção da nova ponte que substituirá a que foi arrastada pelas fortes chuvas que atingiram a região na primeira quinzena de janeiro. Segundo ele, a previsão é que a nova ponte fique pronta no segundo semestre.
Técnicos da empresa F. Andreis, responsável pela balsa, explicaram a correnteza do rio diminuiu sensivelmente depois que foram feitas modificações no acesso construído dentro do rio. Com os ajustes, a travessia, que dura menos de um minuto já pode ser feita com mais segurança. A embarcação funciona por gravidade, com cabos de aço e roldanas. O horário de funcionamento é das 6h às 19h e a capacidade de transporte e de até 12 veículos leves, ônibus ou dois caminhões trucados, além de 30 passageiros. Não há cobrança de tarifa para a travessia. O DER-PR investiu R$ 500 mil no aluguel da balsa.

OBRAS
As obras de construção da ponte seguem em ritmo acelerado. Desde fevereiro a empresa contratada pelo DER executa os serviços. A demolição das duas antigas pontes levadas pelas chuvas já foi concluída. A empresa também fez os acessos para a travessia da balsa. A nova ponte será mais alta e terá 5 metros de altura e 210 metros de extensão, com 12,80 metros de largura. Serão duas faixas de circulação e acostamento dos dois lados.
O investimento, de acordo com o DER será de R$ 15,1 milhões. São 50 funcionários trabalhando na obra, a maioria de Bandeirantes, Itambaracá e Andirá. Neste mês de abril os trabalhos se concentram na construção de vigas, nas cabeceiras da ponte e o estaqueamento para os pilares. Ao todo serão 80 estacas, com 15 metros de profundidade. Além das estacas, serão 10 pilares no rio. A ponte terá 36 vigas, que estão sendo construídas no local. Cada viga leva 3,2 toneladas de ferro e 24 metros cúbicos de concreto. Para a construção da ponte serão utilizados aproximadamente 120 toneladas de ferro e 1.500 metros cúbicos de concreto.
Marcos André de Brito
Especial para a FOLHA
FOLHA DE LONDRINA
Balsa volta a operar no Rio das Cinzas Balsa volta a operar no Rio das Cinzas Revisado por Blog do Chaguinhas on 08:42:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios