Processo sobre injúria racial na Câmara de Curitiba tem nova relatora



Carla Pimentel tem cinco dias para apresentar parecer sobre o caso.
Zé Maria é acusado de fazer piada racista contra o colega Mestre Pop.

Do G1 PR
Carla Pimentel (PSC) apresentou moção de repúdio ao apoio dado pela Prefeitura de Curitiba ao casamento coletivo (Foto: Andressa Katriny/CMC/ Divulgação)Carla Pimentel é a nova relatora de ação contra Zé
Maria (Foto: Andressa Katriny/CMC/ Divulgação)
A vereadora Carla Pimentel (PSC) foi designada como nova relatora do processo sobre injúria racial a que responde Zé Maria (SD) na Câmara Municipal de Curitiba. Ele é acusado de fazer uma piada racista contra o colega Mestre Pop (PSC). A nova relatora tem prazo de cinco dias para apresentar parecer indicando arquivamento ou prosseguimento da denúncia.
Carla Pimentel assume a função que foi deixada em aberto no Conselho de Ética com a renúncia ao mandato de vereador do Pastor Valdemir Soares (PRB), antigo relator do processo. O ex-vereador já havia apresentado parecer pedindo o arquivamento da denúncia, mas o documento não pode ser considerado com a renúncia de Soares.
A reunião na tarde desta segunda-feira (25) também sorteou o vereador Geovane Fernandes para compor a Junta de Instrução do processo – também composta por Carla Pimentel e Professora Josete (PT).
O prazo regimental para conclusão da investigação termina no dia 5 de maio. Por conta dos atrasos na condução do caso, há o risco de que o processo seja arquivado antes de ser concluído, por força do Regimento Interno da Casa.
Além dos três membros da junta, compõem o Conselho de Ética os vereadores: Mauro Ignácio (PSB), Beto Moraes (PSDB), Bruno Pessuti (PSD), Cacá Pereira (PSDC), Jorge Bernardi (Rede) e Paulo Rink (PR) – este último entrou no Conselho no lugar de Valdemir Soares. Pessuti e Pereira, no entanto, não podem participar das reuniões por serem testemunhas do caso em inquérito policial.
Vereador Mestre Pop (à esquerda) se sentiu ofendido com uma piada expressa pelo também vereador Zé Maria (à direita) (Foto: Divulgação/ Câmara de Curitiba)Vereador Mestre Pop (à esquerda) se ofendeu com
piada racista do colega Zé Maria (à direita)
(Foto: Divulgação/ Câmara de Curitiba)
Relembre o caso
A denúncia teve como base uma piada do vereador Zé Maria, em uma sala anexa ao Plenário da Câmara, durante na sessão de 24 de novembro de 2015. Segundo Mestre Pop, Zé Maria afirmou em voz alta: “Sabe por que preto entra em igreja evangélica? Para poder chamar o branco de irmão”.
No dia seguinte, Zé Maria usou a Tribuna parapedir desculpa ao colega. "Me perdoe, mais uma vez. Que Deus ilumine seu caminho, e eu tenho certeza que Ele vai iluminar o seu e o meu, tá? Não me leve por mal porque eu gosto muito de você e quero dividir ainda essa bancado ao seu lado. Muito obrigado", disse no Plenário.
Além do processo no Conselho de Ética, Mestre Pop (PSC) registrou um Boletim de Ocorrênciapor injúria racial. O inquérito foi concluído e encaminhado ao Ministério Público Estadual, que informou que instaurou um procedimento administrativo para acompanhar as investigações.
G1 PARANÁ
Processo sobre injúria racial na Câmara de Curitiba tem nova relatora Processo sobre injúria racial na Câmara de Curitiba tem nova relatora Revisado por Blog do Chaguinhas on 06:04:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios