Seminário sobre goiaba em Carlópolis



A produção de goiabas promove o desenvolvimento econômico de Carlópolis. De acordo com a Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento (Seab), a área de plantio da fruta tem aumentado em média três hectares por ano. Atualmente, Carlópolis conta com 63 hectares reservados à goiaba e mais de 60 produtores se dedicam à atividade no município. Apesar de ser trabalhosa, a cultura da goiaba garante renda o ano todo.
E para contribuir com a capacitação dos produtores, a Associação dos Olericultores e Fruticultores de Carlópolis (APC), o Sebrae/PR e a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), com apoio do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-PR), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural no Paraná (Senar-PR), da Frucafé e da Val Frutas promovem o Seminário “Pesquisa e mercado de goiaba de mesa”.
Será no dia 19 deste mês, no Centro Educacional da Prefeitura de Carlópolis. Para mais informações, entre em contato pelo telefone (43) 3566-1090.
Conforme Odemir Capello, consultor do Sebrae/PR, um dos projetos desenvolvidos no Norte Pioneiro envolve o cultivo da goiaba em Carlópolis. A iniciativa busca a melhoria do ambiente de negócios e o fortalecimento dos fruticultores, por meio da APC. O projeto é ancorado na prática do associativismo, que transformou o pequeno município no maior produtor de goiabas de mesa da América Latina, com o cultivo de 20 a 30 toneladas da fruta por mês. Com a parceria da Prefeitura de Carlópolis, os produtores já estão se preparando para entrar no mercado de exportação.
“A realização do Seminário facilita o acesso a informações e conhecimentos para melhorar a qualidade do pomar e, consequentemente, aumentar a lucratividade dos produtores. A iniciativa também pretende preparar os produtores em relação à Indicação Geográfica (I.G.), que a APC vai receber em 2016”, diz Capello.
No mercado internacional, muitos produtos são caracterizados não apenas pela sua marca, mas também pela sua qualidade, especificidade de produção ou por ser proveniente de uma determinada região geográfica. Essa indicação traz reputação, valor agregado e identidade própria, que os distinguem dos concorrentes. No Brasil, essa tendência começa a ganhar força e o Ministério da Agricultura e o Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) criaram o registro de indicação geográfica (I.G.), para que fique claro para o consumidor os diferenciais de qualidade e origem de determinados produtos.
O processo para a conquista da I.G. pelos associados à APC já está na fase final e deve acontecer em breve. A goiaba de Carlópolis será o terceiro produto certificado do Paraná. Os outros dois são os cafés especiais do Norte Pioneiro do Paraná e o mel de Ortigueira, que receberam do INPI o certificado de Denominação de Origem (D.O.), respectivamente em 2012 e 2015.
FONTE - NP DIARIO
Seminário sobre goiaba em Carlópolis Seminário sobre goiaba em Carlópolis Revisado por Blog do Chaguinhas on 07:11:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios