Com novas metas, Tubarão encara antigo rival




Em busca da reabilitação para encostar no G4, LEC enfrenta o Brasil de Pelotas no Café, mas Tencati garante que hostilidade entre os clubes ficou no passado

Marcos Zanutto
Itamar (centro) volta ao time titular no lugar de Keirrison; sequência em casa pode significar salto na classificação

Com a necessidade de voltar a vencer, o Londrina quer deixar de lado a rivalidade recente criada com o Brasil de Pelotas e se concentrar na busca pela vitória. Depois de duas derrotas seguidas, um novo tropeço em casa hoje causaria um princípio de crise no clube. O confronto começa às 19h15, no Estádio do Café, e é válido pela 13ª rodada da Série B do Brasileiro.
Após perder para Vasco e Luverdense, o Tubarão aposta em dois jogos seguidos como mandante – na sexta-feira recebe o Criciúma – para subir na classificação. O alviceleste é o 11º colocado, com 16 pontos. O time gaúcho ganhou na última rodada do Bahia e subiu para 19 pontos, ocupando a sétima posição.
Nos últimos dois anos, os clubes se enfrentaram quatro vezes, com duas vitórias do Brasil, uma do Londrina e um empate. O clima de rivalidade surgiu após a semifinal da Série D, em 2014, quando uma batalha campal foi registrada entre atletas dos dois times durante o confronto no Estádio do Café.
"Isso já ficou no passado. Na Série C, fomos bem recebidos lá e eles aqui também. Parou por aí e aquele clima não existe mais. É só mais um jogo da Série B. O Londrina joga em casa e precisa vencer", comentou o técnico Claudio Tencati, que foi expulso em Lucas do Rio Verde e não poderá comandar a equipe no jogo de hoje. O time será dirigido pelo seu auxiliar Aléssio Antunes. "Vamos conversar e passar as informações, mas o Aléssio conhece bem o time e sabe das minhas ideias e vai conseguir fazer um bom trabalho".
O treinador pelo menos terá o retorno de quatro titulares, que não atuaram na sexta-feira. O zagueiro Luizão, o volante Germano e o centroavante Itamar cumpriram a suspensão automática e voltam. Quem também retorna é o zagueiro Matheus, que foi liberado pelo departamento médico.
A principal dúvida do técnico é suprir a ausência de Zé Rafael, que foi expulso no Mato Grosso. Como Rondinelly ainda está machucado, a única opção é começar a partida com Netinho, que perdeu a condição de titular após sofrer com contusões.
"Dentro da nossa casa temos que fazer o nosso jogo para sair com os três pontos. A pressão para voltar a vencer existe e é interna também. Essas duas vitórias são fundamentais para encostarmos no G4", apontou o zagueiro Luizão.
Para o capitão Germano, o duelo não deve fugir das características dos encontros anteriores das duas equipes. "Teremos um jogo muito intenso, de marcação forte e decidido nos detalhes. Com a bola, precisamos jogar e pressionar pela vitória", ressaltou.
No Brasil, o técnico Rogério Zimmermann não poderá contar com o volante e capitão Leandro Leite e o lateral-esquerdo Marlon, ambos suspensos. Outro lateral, Wender, fraturou o pé e passará por cirurgia.

Em Londrina

Londrina: Marcelo; Igor Bosel, Luizão, Matheus e Léo. Germano, Rafael Gava e Netinho. Paulinho Moccelin, Itamar e Jô. Técnico: Claudio Tencati

Brasil (RS): Eduardo Martini; Weldinho, Leandro Camilo, Teco e Brock. Marcão, Washington, Felipe Garcia, Diogo Oliveria e Ramon. Marcos Paraná. Técnico: Rogério Zimmermann

Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB)

Horário: 19h15

Local: Estádio do Café
Lucio Flávio Cruz
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA
Com novas metas, Tubarão encara antigo rival Com novas metas, Tubarão encara antigo rival Revisado por Blog do Chaguinhas on 07:53:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios