IMPASSE TERRITORIAL - Disputa por ponto turístico chegou a ser caso de polícia



Após muita discussão, Salto São Francisco virou patrimônio natural do Estado e comum aos três municípios limítrofes


Conhecida como a Terra das Cachoeiras Gigantes, Prudentópolis sempre propagandeou ter a maior queda d’água do Paraná: o Salto São Francisco, com 196 metros. Após análise territorial na década de 2000, a Secretaria de Meio Ambiente definiu que o Salto era o limite natural entre três municípios: Prudentópolis, Guarapuava e Turvo. A medida desagradou alguns moradores de Prudentópolis, que diziam ter tido o maior cartão-postal roubado. Na mesma época, Guarapuava inaugurou um parque municipal nos arredores do salto. Em 2007, um portal erguido pela prefeitura de Prudentópolis foi derrubado pela prefeitura de Guarapuava. O caso foi parar na delegacia.
Quase uma década depois, a discussão parece ter ficado no passado. Autoridades locais concordaram que o atrativo é um patrimônio natural do Estado e comum aos três municípios limítrofes. A diretora de Infraestrutura Turística da Secretaria de Turismo de Prudentópolis, Oksana Jadvisak, comentou que as três cidades trabalham juntas hoje para divulgar a beleza do Salto São Francisco. "Nós temos mais de 50 quedas d’água como atrativos e não há motivo para brigar pelo Salto São Francisco, ainda que ele seja o maior do Estado. A natureza é um bem comum de todos", comentou.
Para Oksana, os turistas acabam optando por conhecer o salto pelo lado de Guarapuava pelas melhores condições de estrada. A partir de Guarapuava, o turista percorre 42 quilômetros por uma estrada simples asfaltada e os últimos 12 quilômetros por uma estrada de terra em boas condições. "No nosso município, infelizmente, a estrada é mais rústica. Em dias de chuva, nem caminhonete alta de traçado consegue fazer o trajeto de quase 50 quilômetros". Segundo ela, não há previsões para de asfaltamento para o trecho.
A assessoria de imprensa da Prefeitura de Guarapuava informou que desde 2013, o "antigo paradigma em torno da disputa pela posse do salto foi rompido e os municípios começaram a trabalhar juntos ao longo da divisa natural da Serra da Esperança". A assessoria ressaltou que projetos em comum de sinalização geral e turística para toda a região, dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) Serra da Esperança, foram executados pelos dois municípios.
Um projeto de lei para a criação do Parque Estadual Serra da Esperança, localizado na sua quase totalidade, dentro do território de Guarapuava foi aprovado na Assembleia Legislativa. Conforme a prefeitura, o projeto ainda está no processo de indenização dos proprietários. Para os turistas que quiserem conhecer o Salto, o município oferece o atrativo do Parque Municipal São Francisco da Esperança, com 84 hectares que contêm ainda o Salto das Pombas, com 100 metros de altura.
Celso Felizardo
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA
IMPASSE TERRITORIAL - Disputa por ponto turístico chegou a ser caso de polícia IMPASSE TERRITORIAL - Disputa por ponto turístico chegou a ser caso de polícia  Revisado por Blog do Chaguinhas on 09:12:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios