FUTEBOL PARANAENSE E A RIVALIDADE EM CAMPO



Apesar do favoritismo da dupla Atletiba, LEC e Paraná são candidatos ao título e brigam pelo ‘status’ de 3ª força; Tubarão levou a melhor no estadual de 2016


Em meio ao desinteresse do público, dos patrocinadores e de alguns dos principais clubes do Estado, o Campeonato Paranaense começa no fim de semana sob desconfiança e terá como missão manter viva a rivalidade local diante de um cenário cada vez mais globalizado do futebol.
As quatro grandes forças do nosso futebol – Atlético, Coritiba, Londrina e Paraná – entram no Paranaense dividindo as suas atenções com outras competições simultâneas como a Libertadores da América, a Copa da Primeira Liga e a Copa do Brasil. Mesmo assim, é difícil imaginar que o título não ficará com um deles.
Não dá para descartar totalmente o surgimento de uma grande zebra, como foi em 2015, quando o Operário surpreendeu a todos e conquistou o seu primeiro título estadual em 100 anos de história.
Outra disputa paralela ocorre entre LEC e Paraná na briga pelo "status" de terceira força do Estado. Os dois clubes estão na Série B e os confrontos do ano passado foram marcados pelo equilíbrio. Vitória do Tubarão no estadual e um empate e um triunfo tricolor na segunda divisão nacional.
O Paranaense deste ano ainda terá os retornos de Cianorte e Prudentópolis, campeão e vice, respectivamente, da Divisão de Acesso em 2016, e que assim como as demais seis equipes – PSTC, J. Malucelli, Cascavel, Foz do Iguaçu, Toledo e Rio Branco – dependem muito do dinheiro repassado pelos direitos de transmissão para montar suas equipes.
O acordo com a TV demorou a ser selado e o contrato só foi assinado no início do ano e mesmo assim os clubes vão receber menos que na temporada passada. LEC e Paraná vão ganhar R$ 450 mil e os demais R$ 350 mil. Em 2016, o Tubarão ganhou R$ 600 mil. A proposta ruim não sensibilizou a dupla Atletiba, que até agora não aceitou a oferta e não terá seus jogos transmitidos na TV aberta. O Estadual também não terá cobertura pelo pay-per-view.
O campeonato será aberto no sábado (28) com J. Malucelli e Cascavel, no Ecoestádio, em Curitiba. As demais cinco partidas acontecem no domingo (29), todas às 17h. O Londrina estreia no Estádio do Café contra o Prudentópolis. O campeão Atlético vai até Paranaguá enfrentar o Rio Branco, que volta a jogar no Nelson Medrado Dias, a Estradinha, depois de 10 anos. O Coritiba começa a sua caminhada no Estadual diante do Cianorte, no Albino Turbay. Já o Paraná Clube, recebe o Foz do Iguaçu, na Vila Capanema. E o PSTC estreia diante da sua torcida no duelo com o Toledo, no Estádio Ubirajara Medeiros, em Cornélio Procópio.

REGULAMENTO
O regulamento é o mesmo dos últimos dois anos. A primeira fase será disputada em turno único, com 11 partidas para cada equipe. Os oito melhores se classificam para a segunda fase. A partir daí mata-mata até a definição dos finalistas. Os dois últimos colocados da fase classificatória serão rebaixados para a Divisão de Acesso de 2018. Os dois melhores do interior, que não chegarem a decisão, disputam o título do Interior.
Lucio Flávio Cruz
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA
FUTEBOL PARANAENSE E A RIVALIDADE EM CAMPO FUTEBOL PARANAENSE E A RIVALIDADE EM CAMPO Revisado por Blog do Chaguinhas on 06:28:00 Rating: 5

Nenhum comentário:

Anúncios