Últimas notícias

Pesquisa em Londrina confirma rejeição "monstro" do Governador Beto Richa no Paraná

O levantamento em Londrina, corrobora com a avaliação feita pelo Instituto Paraná Pesquisa e publicada no último dia 15, onde na oportunidade, a rejeição do Governador do Paraná, chegou a 58% no Estado e 70% em Curitiba e no litoral.  
Tanto a gestão do presidente Michel Temer (PMDB) quanto a do governador Beto Richa (PSDB) tiveram uma piora na opinião dos entrevistados pelo Instituto Multicultural, em pesquisa realizada em Londrina em parceria com a Folha de Londrina e Paiquerêm AM.
O resultado foi divulgado nesta quinta-feira (20), cem dias após outra pesquisa feita em abril. 
Dos 602 londrinenses entrevistados entre os dias 15 e 17 de julho, 86% reprovam a administração de Temer, contra 74% de rejeição na pesquisa anterior. 

No caso do Paraná, 68,5% dos entrevistados disseram reprovar a gestão de Richa. Na pesquisa passada, em abril, o percentual era de 62,5%. Os satisfeitos com o governo tucano caíram de 28,5% para 24,5% e os indecisos caíram de 95 para 7%.
Corrida eleitoral 

O ex-prefeito de Londrina Alexandre Kireeff (Podemos) lidera a preferência dos londrinenses para suceder Beto Richa no Palácio do Iguaçu, segundo a pesquisa Multicultural/Folha/Paiquerê.
Dos entrevistados, 26% disseram que votariam nele nas eleições de 2018. Em seguida vem Ratinho Júnior (PSD), citado por 23,5% dos entrevistados. 
Osmar Dias (PDT), que tinha a preferência de 29% dos entrevistados em abril, ficou em terceiro nesta pesquisa, com 14% das intenções. O senador Roberto Requião (PMDB) foi citado por 4,5% dos entrevistados; a vice-governadora Cida Borghetti (PP) ficou com 3.5% e 26,5% não souberam opinar. 
Para a Presidência da República, o senador Alvaro Dias (Podemos) tem a intenção de votos de 39,5% dos entrevistados – em abril, ele foi citado por 42,5% -, enquanto o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) foi lembrado por 13% (ele foi citado por 7,5% dos entrevistados na pesquisa de abril). 

João Dória (PSDB), o prefeito de São Paulo, foi lembrado opor 9,5% dos londrinenses e o ex-presidente Lula (PT) por 5,5%. O apresentador Luciano Huck aparece com 5%; Marina Silva (Rede) com 3,5%; Geraldo Alckmin (PSDB), 2,5%; e Ciro Gomes (PP), com 0,5%. 

O senador Aécio Neves (PSDB-MG), envolvido em denúncias de corrupção, não aparece na lista. Ele tinha a preferência de 12% dos londrinenses na pesquisa de abril, quando o envolvimento dele com Joesley Batista, da JBS, ainda não havia vindo à tona. Vinte e um porcento se diz indeciso – eles eram 27,5% na pesquisa passada.
Luís Fernando Wiltemburg - Redação Bonde

VIA ODAIR MATIAS

Nenhum comentário