Últimas notícias

Em Cornélio Procópio, Força Policial prende suspeitos de praticarem homicídios na cidade

Os elementos são acusados de praticarem o primeiro homicídio da onda de assassinatos que começou dia 18 de setembro e vitimou Lukinha , na Cachoeira do Sibim. Com eles foram encontradas várias armas, munições e drogas.
Na manhã desta quinta feira, 28, o Grupo de Operações Especiais (GED),da Polícia Civil, junto com a ROTAM e a Agência Local de Inteligência (ALI) da Polícia Militar de Cornélio Procópio, executaram com êxito inúmeros mandados de apreensões e prisões, com relação aos crimes de homicídio que ocorreram nas últimas semanas.
De acordo com o Delegado Adjunto da Polícia Civil, Luciano Purcino, as investigações começaram já com o primeiro homicídio, ocorrido no dia 18 de setembro, onde Lucas de Souza Batista (Lukinha) foi assassinado na divisa do Conjunto Airton Senna com o Fortunato Sibim.
Os agentes conseguiram identificar os nomes dos autores e pediram os mandados de prisão dos mesmos. A partir dai, iniciou-se o planejamento para a ação de cumprimento dos mandados. Com a sequencia de homicídios que aconteceu no domingo, 24,  e na segunda 25, mais informações foram acrescidas aos inquéritos.
Quatro residências foram revistadas na região do Conjunto Airton Senna, seis pessoas foram presas e com elas, seis armas apreendidas, sendo; quatro revólveres, duas pistolas, e quarenta e oito munições 9mm; quarenta munições de calibre 380, seis munições calibre 22 e trinta e duas munições calibre 38, bem como quatro celulares, um colete balístico e aproximadamente 50g de maconha.
Quatro dos seis elementos presos, são os suspeitos de terem praticado o homicídio de Lucas de Souza. Segundo o delegado, um deles inclusive, cometeu o crime usando uma tornozeleira eletrônica, o que facilitou a sua localização.    
A Força Policial acredita que a motivação dos três crimes teria sido por vingança e que, os três homicídios estejam realmente interligados.  Além, é claro, de todos eles pertencerem a grupos de traficantes rivais. Para não atrapalhar as inevstigações, a polícia ainda não revelou os nomes dos supeitos. 

Informações de Reginaldo Tinti / Grupo Amigos da Notícia 

VIA BLOG DO ODAIR MATIAS

Nenhum comentário