Últimas notícias

MP questiona acúmulo de cargos de secretário de Obras de Ibiporã

O MP (Ministério Público) do Paraná recomendou ao prefeito de Ibiporã (Região Metropolitana de Londrina), João Toledo Coloniezi (PMDB), que adote providências administrativas imediatas sobre o secretário municipal de Serviço Público e Obras, Alexandre Lourenço Ferreira. De acordo com parecer da promotora de justiça, Amarílis Cordioli, o secretário não poderia acumular o cargo no Executivo com a de professor de uma instituição de ensino de Londrina.

"Trata-se de de cargo com dedicação exclusiva, de acordo com o plano de cargos e carreiras do município de Ibiporã – Lei Municipal 2.522/2011, não sendo admitida a cumulação dos cargos por expressa vedação legal", escreveu a promotora.

Cordioli acrescentou ainda no documento que caso a cumulação de cargos permaneça, é recomendado a exoneração do secretário de Obras. O prazo estabelecido foi de 30 dias a partir do recebimento da recomendação expedida no dia 6 de dezembro.

De acordo com o assessoria de imprensa da Prefeitura de Ibiporã, a procuradoria jurídica do município ainda está analisando o teor da recomendação do MP. Por enquanto, o secretário permanecerá no cargo e não irá conceder entrevista até o término da análise. Ainda segundo a assessoria, Ferreira exerce as atividades de professor universitário apenas no horário da noite e em apenas alguns dias da semana, o que não comprometeria o expediente na pasta.
Guilherme Marconi
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA

Nenhum comentário