Últimas notícias

Número de mortes durante feriado do Natal cai 36% no Paraná

PRF registrou 34.487 flagrantes de excesso de velocidade no país


O número de mortes apresentou redução nas rodovias estaduais e federais do Paraná durante o feriado de Natal de 2017 em relação ao de 2016. Segundo balanço divulgado pelas polícias estadual e federal, 16 pessoas morreram de sexta (22) a segunda-feira (25), contra 25 no ano passado. Dos registros, seis aconteceram em rodovias do estado e outras dez da federação. Nenhum caso aconteceu em Londrina e região.

Nos mais de 12,8 mil quilômetros de rodovias estaduais foram registrados 106 acidentes, com 95 feridos, nove infrações de trânsito por direção sob a influência de álcool, cinco por crime de embriaguez. Além de 369 testes de etilômetro, 1.930 imagens de radar e 50 veículos retidos. A sexta foi o dia com maior número de testes de etilômetro (104). Já o sábado (23) foi a data com maior número de acidentes (39), mortes (4) e feridos (33).

Levando em conta apenas os dados da 2ª Companhia da PRE (Polícia Rodoviária Estadual), que abrange 15 rodovias de Londrina e região, ocorreram 13 acidentes, que resultou em 11 pessoas feridas. Quase 700 veículos foram fiscalizados, em que 323 acabaram autuados. A grande maioria (28) por ultrapassagem em local proibido.

Segundo o sargento da PRE, Adalberto Alves da Silva, os números foram considerados positivos. "Durante os dias de operação fizemos abordagens de veículos, verificação de documentos, utilização de etilômetros e radares. São as formas encontradas para fazer o motorista se comportar e ser o mais prudente possível. Também aconteceu o policiamento preventivo, que alerta quanto às estatísticas do trânsito", elencou.

Dos acidentes na região de Londrina, o excesso de velocidade foi outro problema constatado. "Quatro aconteceram com capotamento e por este motivo. Analisamos que o motorista transita com velocidade superior ao que é permitido ao local e na curva não consegue diminuir", afirma. "Muitos dormem ao volante e outros acabam colidindo na traseira de outro veículo. Tudo por conta da imprudência", acrescenta.



PRF
Nas rodovias federais do Paraná, 166 pessoas ficaram feridas em 185 acidentes ao longo dos quatro dias de operação. Todas as mortes ocorreram em situações de pista molhada e em curvas. Os dois acidentes mais graves ocorreram no sábado, na BR-153. Sete pessoas morreram em duas colisões frontais. Na mesma rodovia, na segunda-feira (25), o prefeito de Japira (Norte Pioneiro), Wellington da Silva (DEM), e a enteada dele morreram em um acidente no quilômetro 94.

Durante o feriado, os policiais rodoviários federais flagraram 84 motoristas dirigindo sob efeito de bebidas alcoólicas, 380 ultrapassagens proibidas e quase 4,1 mil veículos acima da velocidade máxima permitida. Em 55 abordagens, os agentes encontraram crianças sendo transportadas sem o equipamento de retenção adequado.

"Não está muito longe do que temos registrado ao longo de todo ano, em que temos uma média de duas pessoas mortas em acidentes a cada 24 horas. Muitos casos poderiam ser evitados se existisse uma maior atenção do motorista, respeitando o limite de velocidade e redobrando o cuidado quando temos situação de chuva", avaliou o policial Fernando Oliveira, chefe de Comunicação da corporação.

BRASIL
No País, a PRF registrou 34.487 flagrantes de excesso de velocidade. Durante os dias da operação foram computadas 79 mortes, contra 113 de 2016. A polícia ainda registrou 3.539 motoristas realizando ultrapassagens irregulares em todo o Brasil. Foram 627 autos de infração para motoristas que dirigiram após ingerir bebida alcoólica.

ANO NOVO
A PRE retoma às 14h de sexta-feira (29) a operação focada no feriado prolongado do réveillon, que deve acontecer até as 23h59 de segunda-feira (1). Já a PRF continua os trabalhos, que fazem parte da operação Rodovida, que é uma ação do governo federal, comandada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, e que vai até o Carnaval.
Pedro Marconi
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA

Nenhum comentário