Últimas notícias

Matrículas para EJA terminam na sexta,19

As matrículas para a EJA (Educação de Jovens e Adultos) da rede estadual terminam nesta sexta-feira (19) em todo o Paraná. Os interessados devem procurar um Ceebja (Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos) ou escola estadual que oferte a modalidade. A matrícula e as aulas são gratuitas.

Para ingressar na EJA no ensino fundamental é necessário ter no mínimo 15 anos completos e para a EJA no ensino médio a idade mínima é de 18 anos completos. É preciso levar original e fotocópia de documento de identificação.

O aluno pode construir uma grade curricular que melhor se adapte às suas possibilidades, selecionando disciplinas de acordo com a sua carga horária. Caso não tenha disponibilidade para assistir às aulas todos os dias, ele pode selecionar disciplinas com menos aulas semanais, como arte e educação física, por exemplo.

O ensino fundamental pode ser concluído em, no mínimo, dois anos e o ensino médio em um ano e meio. É possível se matricular em até quatro disciplinas de cada vez:
Ensino fundamental: arte, educação física, ciências naturais, geografia, história, língua estrangeira moderna – inglês, língua portuguesa e matemática.
Ensino médio: arte, biologia, educação física, física, filosofia, geografia, história, língua estrangeira moderna – inglês, língua portuguesa, matemática, química e sociologia.

As aulas deste ano começam em 19 de fevereiro, na semana seguinte ao Carnaval. Como estudante matriculado na rede estadual de ensino, o aluno da EJA tem direito à alimentação fornecida pelos estabelecimentos de ensino.

Para concluir seus estudos o aluno pode aproveitar os resultados do ensino regular que tenha cursado previamente com a apresentação de histórico escolar, assim como os Exames da EJA Online da Secretaria da Educação do Paraná, ou exames nacionais como o Encceja ou o Enem de anos anteriores a 2017.

A EJA é uma modalidade voltada a quem não pôde concluir seus estudos na idade certa, por qualquer motivo, e agora deseja voltar à sala de aula e obter sua certificação.
Reportagem Local/FOLHA DE LONDRINA

Nenhum comentário